1 de dezembro de 2021

Motoristas aceitam proposta e não haverá greve de ônibus no ABCD

Mais visitadas

Direção do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviário diz que não é proposta dos sonhos, mas avaliaram conjuntura do País

Motoristas aceitam proposta e não haverá greve de ônibus no ABCD. Foto: Divulgação/Sintetra

Motoristas de ônibus e demais funcionários do transporte público do ABCD aprovaram em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira (22/11) a proposta patronal para reajuste salarial. Por conta dessa decisão, não haverá mais greve que estava prevista para esta quarta-feira (24/11).

Durante a assembelia, a direção do Sintetra ABC (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Grande ABC) disse na assembleia que “não é a proposta dos sonhos”, mas que a categoria levou em consideração a conjuntura do País e o fato de a pandemia ter afetado o número de passageiros que usam o transporte coletivo.

A assembelia contou com aproximadamente 500 trabalhadores. A proposta patronal envolve reajuste de 12% nos salários. O índice oferecido anteriormente era de 8. O valor do vale-alimentação sobe de R$ 667,01 para R$ 733,71 e, em março de 2022, aumenta para R$ 747,05.

De acordo com o Sintetra, o acordo aprovado também determina que a nova data base da categoria será em abril de 2023. Só então novas conversas sobre salários serão discutidas com a categoria.

Outra definição aceita pelos trabalhadores é que o valor da PRL (Participação nos Resultados e Lucros) vai ser debatido somente em maio de 2022.

Outro ponto do acordo coletivo aprovado é que será criado um banco de horas pelas empresas.

assembleia do sintetra - motoristas
Direção do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviário diz que não é proposta dos sonhos, mas avaliaram conjuntura do País. Foto: Divulgação/Sintatra

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações