Motorista de aplicativo é sequestrado, mas PM mata ladrão após perseguição

 Ladrão agiu com um comparsa que conseguiu fugir após troca de tiros com a Polícia

 

PM matou ladrão, que agiu com um comparsa para sequestrar motorista de aplicativo. Foto: Divulgação

 

A PM (Polícia Militar) matou, na madrugada desta sexta-feira (07/02), em Mauá, um dos bandidos que havia sequestrado um motorista de aplicativo. Durante a perseguição, houve troca de tiros na avenida Oscar Niemeyer, no Jardim Paranavaí. Um foi baleado e morto e outro fugiu.

De acordo coma Polícia, enquanto uma equipe fazia patrulhamento observou um carro Renaltu Kwid, de cor branca, que ia em alta velocidade pela via. Os policiais militares deram sinal de parada, mas houve fuga. Durante a perseguição, o veículo perdeu o controle em uma curva e os criminosos desceram já atirando contra os PMs, que revidaram e atingiram um deles.

Quando os policiais se aproximaram do veículo, viram um homem abaixado no banco traseiro, que se identificou como sendo Gabriel dos Reis Bispo, de 22 anos, um motorista de aplicativo.

A vítima contou aos PMs que depois que deixou um passageiro próximo ao bairro Sapopemba, na Capital, e retornava para a casa, quando foi rendido pelos ladrões no Rodoanel.

Os bandidos estavam em duas motocicletas. Uma delas o ultrapassou, e reduziu a velocidade, obrigando a diminuir também. A outra moto emparelhou com seu carro e o garupa da moto passou a bater no vidro com uma arma.

O motorista parou e os dois garupas das duas motos invadiram seu carro. Os bandidos anunciaram o assalto e informaram que o levariam até um banco para ele sacar dinheiro.

Durante o percurso, ele ouviu um dos ladrões gritar: “agora é tudo ou nada”. Na sequência, sentiu o veículo rodar na pista. Esse foi o exato momento que a Polícia abordou os criminosos durante a perseguição.

O bandido que levou o tiro foi levado pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) ao Hospital Radamés Nardini, mas não resistiu aos ferimentos e foi ao óbito.

O caso foi registrado pelo 1º DP (Centro) de Mauá.

 

5 Comentários

Comments are closed.