Morando acionará Moro e secretário de Doria para bloquear celulares roubados

 Debate foi realizado durante 4ª reunião mensal do Centro de Operações Integradas de São Bernardo (COI); queda de indicadores também foi assunto do encontro

 

Prefeito e forças de segurança debaterão novos mecanismos para combater roubo e furto de celulares. Foto: Divulgação/PSBC-Ricardo Cassin

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, iniciou nesta segunda-feira (17/02) articulação junto a forças policiais da cidade para criação de novos mecanismos para coibir ocorrências de roubo e furto de celulares no município. O tema foi uma das principais pautas da 4ª reunião mensal do Centro de Operações Integradas (COI). O encontro contou com a participação do secretário de Segurança Urbana, coronel Carlos Alberto, além de comandantes da Polícia Militar, Polícia Rodoviária, Baep (Batalhão de Ações Especiais da Polícia), GCM (Guarda Civil Municipal) e também da Polícia Civil.

Durante a reunião, o chefe do Executivo solicitou a cada comandante presente no encontro que apresente no próximo mês sugestões  que visam coibir esta modalidade de ocorrência na cidade, incluindo possível mecanismo de bloqueio de celulares roubados.  O objetivo é que com essas propostas em mãos, o município possa se reunir com agências reguladoras e empresas de telefonia móvel para avançar no debate. O tema também deverá ser levado a autoridades do Governo do Estado e União, como é o caso do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

O prefeito afirmou que acionará o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e o secretário de Segurança do Estado, João Camilo Pires de Campos, para buscar meios de bloquear celulares roubados.

Segundo estatísticas criminais apresentadas na reunião, a modalidade de roubo de celulares representou em janeiro mais da metade das ocorrências atendidas no 40º Batalhão da Polícia Militar, que atua na região do Grande Alvarenga e Assunção. Dos 182 casos de roubo naquela área, 95 tiveram aparelhos telefônicos subtraídos.

“O roubo e furto de celulares são dois crimes que têm exigido de nós um trabalho reforçado. E é pensando, justamente, em coibir essas ações criminosas que iniciamos uma articulação para encontrar possíveis mecanismos para diminuir essas ocorrências. Vamos tentar apresentar na próxima reunião algum encaminhamento para que a indústria de celulares também nos auxiliem nesta questão. É óbvio que isso é uma demanda nacional, mas vamos fazer nossa parte como município”, afirmou o chefe do Executivo.

INDICADORES –  Ao longo da reunião, comandantes da Polícia Militar aproveitaram a oportunidade para apresentar uma prévia das estática criminais da cidade referente ao mês de janeiro. Na comparação com o mesmo período do ano passado, São Bernardo apresentou redução nos casos de furto de veículos (-29%), caiu de 220 para 155, e também de roubo de veículos (-4%), caiu de 127 para 122.

Segundo o Baep, durante todo mês de janeiro, 30 pessoas foram presas pelo batalhão especial da polícia e outros 5 procurados da Justiça foram recapturados. Já a GCM  aplicou mais de R$ 78 mil em multas ambientais, que resultaram na recuperação de 132 animais silvestres. A Guarda Municipal apreendeu ainda 195 produtos vendidos irregularmente.