Ministro Gilmar Mendes vai julgar habeas corpus de Atila no STF

Prefeito de Mauá já teve pedido negado pelo Superior Tribunal de Justiça

Ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes vai julgar pedido de habeas corpus do prefeito de Mauá. Foto(Valter Campanato/Agencia Brasil

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes foi sorteado para avaliar o pedido de Habeas Corpus do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), preso desde 9 de maio na carceragem da PF (Polícia Federal). Atila é acusado de lavagem de dinheiro e suposto desvio de verba da merenda escolar. Em sua casa foram encontrados R$ 87 mil, enquanto na casa do então secretário de Governo, João Eduardo Gaspar, R$ 588,4 mil além de 2,9 mil euros.

A expectativa da defesa de Atila é de que o julgamento no STF ocorra ainda esta semana. Desde a prisã , o prefeito foi derrotado em todas as suas argumentações na Justiça. Um dia depois do flagrante, a 1ª Vara da Justiça Criminal da Capital considerou a prisão legal. Em 11 de maio, o TRF3 (Tribunal Regional Federal da Região 3) transformou a prisão temporária em preventiva e o STJ negou o habeas corpus ao prefeito em 16 de maio.

Na terça-feira passada (15/05), Atila pediu licença do cargo por 15 dias. Assumiu seu lugar a vice-prefeita Alaíde Damo (MDB).