MP determina suspensão de licitação do transporte em Sto.André

 SATrans fará adequações em edital para ampliar exigências de responsabilidade ambiental da empresa que vencer a licitação do trasporte da Vila Luzita

licitação de transporte
Licitação de transporte da Vila Luzita é suspensa pelo Ministério Público. Foto: Divulgação/PSA-Ricardo Trida

O MP (Ministério Público) exigiu que o governo do prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), por meio da SATrans, faça adequações no edital de licitação de transporte da subconcessão do sistema da Vila Luzita, com o objetivo de ampliar as medidas de responsabilidade ambiental. Com as mudanças, haverá novas exigências no sentido de garantir menor emissão de poluentes dos ônibus que vão atender a região.

O edital foi publicado em 11 de junho e a abertura dos envelopes estava prevista para a próxima quinta-feira (26/07). A licitação ficará suspensa enquanto o edital estiver em processo de aprimoramento. Em até 30 dias, a SATrans vai apresentar as propostas de mudanças para o Ministério Público, órgão que recomendou as adequações no edital e também a suspensão do processo licitatório.

Iremos suspender a licitação para atendimento de uma recomendação do Ministério Público que busca reduzir as emissões de gases de efeito estufa no sistema de transporte. Apesar do edital atender essa premissa, o MP entendeu ser necessário realizar algumas adequações na adoção progressiva de tecnologias de emissão zero ao longo do contrato. Vamos adequar os estudos e o edital para efetiva garantia do meio ambiente e saúde pública”, afirmou o secretário de Mobilidade Urbana, Edilson Factori.