Médicos que atuaram em Diadema morrem de Covid-19 e causam comoção

Carlos Fernando Serizawa atuava na rede e Carlos Marcos Buarque de Gusmão trabalhou por muitos anos na cidade

Médico Carlos Marcos Buarque de Gusmão trabalhou em Diadema até 2013 e Carlos Fernando Serizawa trabalhava na rede, na UBS Eldorado. Foto: Reprodução/Redes Sociais

 

Dois médicos que tiveram ligação com Diadema morreram nesta quinta-feira (14/05) vítimas de Covid-19. Carlos Fernando Serizawa, de 58 anos, atuava na rede na UBS do Eldorado e Carlos Marcos Buarque de Gusmão trabalhou por muitos anos na cidade, mas se deligou em 2013, mas deixou amigos na cidade. Muitos moradores lamentaram a perda dos profissionais pelas redes sociais.

“É com pesar que a Prefeitura de Diadema informa o falecimento, nesta quinta-feira (14/5), do clínico geral do Pronto Atendimento (PA) Eldorado Carlos Fernando Serizawa, vítima de covid-19.

A Administração se solidariza com a família, amigos e equipe de trabalho nesse momento difícil e agradece todo o empenho dedicado nos oito anos em que o profissional atuou no município. Nesse período, atendeu em Unidade Básica de Saúde (UBS) e Pronto Atendimento. O médico também atuava em outros municípios e residia em Mauá, onde estava internado desde 9 de abril”, informou a Prefeitura.

Quanto ao dr. Gusmão, a Prefeitura informou que ele pediu desligamento da rede em 2013 e também lamenta o falecimento. A reportagem do ABCD Jornal conversou com pessoas que tralharam com o médico na UBS do Jardim  Paineiras e ressaltaram que ele era uma pessoa que tinha um bom astral, era prestativo e muito brincalhão, além de ser atencioso tanto com funcionários quanto com os pacientes. “Ele era nota 10. Deixará saudade”, afirmou um servidor que trabalhou com o médico.