Médico que atuava em S.Caetano e Sto.André morre de Covid-19 e causa comoção

Celso Luiz Gatti tinha 61 anos estava internado na Notredame, antiga Nomater

 

Celso Luiz Gatti tinha 61 anos estava internado na Notredame, antiga Nomater. Foto: Divulgação

 

O médico Celso Luiz Gatti que atuava em São Caetano e Santo André morreu neste domingo (02/08) vítima da covid-19. A morte causou comoção na região do ABCD. Familiares, amigos e pacientes fizeram várias homenagens ao profissional.

A Casa da Esperança de Santo André, onde ele atuava como geriatra emitiu uma nota de pesar. “É com grande pesar que comunicamos o falecimento do nosso querido dr. Celso Luiz Gatti, médico geriatra da Casa da Esperança. A diretoria e todos os colaboradores consternados se solidarizam com a dor dos familiares, amigos e dos que convivem nas esferas profissional e pessoal, rendendo homenagens ao trabalho realizado”, afirmou a entidade.

Uma filha do médico também prestou uma linda homenagem pelas redes sociais ao ressaltar o profissionalismo do dr. Gatti.

“Preciso fazer uma homenagem ao meu pai Dr. Celso Luiz Gatti, meu padrasto. Tenente médico da Marinha, que enfrentou uma vida toda, mas essa maldição chamada covid o derrubou aos seus 61 anos. Um médico exemplar, gastro, homeopata, geriatra e alergista. Deixou uma família e um legado”, afirmou a filha.

Dr. Gatti, que era fono da clínica Cemo de São Caetano,  foi diagnosticado com o coronavírus em 10 de julho e estava internado na hospital Notredame (antiga Neomater). Ele foi ao óbito às 11h deste domingo. Ele deixa cinco filhos.

Paciente

Vários pacientes também prestaram homemagens pelas redes sociais. “O dia acordou muito triste hoje. O médico que me cuidou, que tirou tantas vezes minha dor. O médico que aliviou minhas noites de crise alérgica e que dava acalento. O médico que me acompanhou durante estes ano e que se emocionou ao saber que aquela menininha de 8 anos tinha se formado engenheira. Está junto de Deus. Obrigada por ter sido esse profissional incrível. Descanse agora”, afirmou uma paciente em sua página no Facebook.