Médico é agredido por pai de paciente na UPA Bangu em Santo André

Prefeitura afirma que agressão foi verbal e não física e GCM foi acionada

GCM teve de ser acionada para a ocorrência na UPA Bangu. Foto: Reprodução/Redes Sociais.

Um médico que atua na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Bangu foi agredido na manhã desta quarta-feira (13/11) por um pai de paciente. A GCM (Guarda Civil Municipal), teve de ser acionada.

“Esclarecemos que a agressão sofrida pelo médico foi verbal e não física. A situação ocorreu após o pediatra informar aos pais da criança que é permitida a permanência de apenas um acompanhante dentro do consultório médico. O pai da criança se exaltou, a Guarda Civil Municipal foi  acionada e a situação foi esclarecida no local”, informou  a Prefeitura.

De acordo com a administração, a Unidade de Pronto Atendimento não dispõe de um profissional segurança, mas conta com um controlador de acesso.

 

 

1 Comentário

  1. Na realidade, o prefeito e o tal secretário de saúde mentem para a população alegando que estão fazendo uma revolução na saúde. Tudo mentira. Estão pintando as paredes das unidades e colocando plaquinhas para simular reforma. Tudo cascata para mascarar corrupção.

Comments are closed.