Massacre em Suzano: indenização de R$ 100 mil às famílias e outro menor no caso

Indenizados não poderão processar o Estado caso aceitem o pagamento oferecido pelo governador João Doria

 

indenização
João Doria anuncia indenização às famílias dos alunos e funcionários mortos em escola estadual. Foto: Divulgação/Governo do Estado

 

Um dia depois do massacre que envolveu a morte de cinco alunos e das duas funcionárias da Escola Estadual Professor Raul Brasil, o governador João Doria (PSDB) anunciou o pagamento de R$ 100 mil às famílias das vítimas desde que não processem o Estado. “Faremos o pagamento da indenização das vítimas em até 30 dias”, disse Doria nesta quinta-feira (14/03).

De acordo com o governador, o decreto será publicado nesta sexta-feira (15/03) no DOE (Diário Oficial do Estado). O benefício não poderá ser pago às famílias dos dois assassinos (Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos), que depois de cometerem o crime que chocou o País, se mataram.

A indenização não trará nenhuma vítima de volta, mas ajudará a amenizar a dor destas famílias”, disse o governador.

Terceiro envolvido nas mortes

O delegado-geral da Polícia Civil, Ruy Ferraz Fontes, afirmou nesta quinta-feira (15/03) que a polícia pediu à Justiça a apreensão de um adolescente de 17 anos, que teria participado do planejamento do ataque na escola nesta quarta-feira (13/03).