Juiz proíbe carreata neste domingo contra fechamento do comércio em S.Caetano

Organizadores são contra fechamento dos estabelecimentos comerciais

 

Organizadores de carreata são contra isolamento e fechamento dos estabelecimentos comerciais. Foto: Divulgação

 

O juiz Antonio Carlos Pontes de Souza, da 3º Circunscrição Judiciária de Santo André, concedeu liminar à Prefeitura de São Caetano para impedir uma carreata marcada para este domingo (19/04). O ato seria serializado por movimentos contra o isolamento social.

A carreata aconteceria às 14h, cuja concentração estava marcada para a Avenida Goiás, número 600, em frente à sede do Legislativo.

Os organizadores da manifestação defendem a abertura do comércio em São Caetano. Os estabelecimentos estão proibidos de funcionar devido a um decreto do governador João Doria, cuja validade em todo o Estado de São Paulo vai até 10 de maio.

Se os manifestantes fizessem a carreta teriam de arcar com R$ 100 mil de multa, além de R$ 5 mil por cada participante.

A Prefeitura de São Caetano emitiu uma nota sobre o assunto. Leia:

“Em virtude dos riscos à saúde pública por aglomerações e desordem social, o Poder Judiciário deferiu liminar a favor da Prefeitura de São Caetano do Sul para que a carreata organizada por grupos que são contra o isolamento social, imposto por decretos estadual e municipal, seja proibida sob multa de R$ 100 mil aos organizadores e R$ 5 mil aos participantes ao descumprimento da medida.

A Prefeitura respeita o movimento democrático e as mobilizações sociais, mas não corrobora com atos que possam colocar em risco a saúde pública. O momento exige prudência, cautela e, acima de tudo, respeito à vida humana”, concluiu.