28 de setembro de 2021

Judoca de São Caetano luta para se manter no Esporte

Mais visitadas

Natalia é uma das melhores judocas da categoria dela, mas não está conseguindo arcar com os custos

judoca
Judoca já conquistou vários títulos e busca patrocínios. Foto: Divulgação

Uma atleta que luta dentro e fora dos tatames para manter sua maior paixão: o judô. Essa é a descrição de Natalia Aparecida de Oliveira, 17 anos, faixa preta, que atua na equipe da AD São Caetano e que almeja bons resultados para continuar a perseguir o sonho de conquistar vitórias em campeonatos internacionais e traçar uma carreira sólida na modalidade que escolheu há 10 anos.

Filha do meio de uma família de atletas, Natalia está no segundo semestre de Educação Física e seguiu os passos da irmã Ellen Aparecida de Oliveira (que aos 20 anos já se formou na mesma área, cursa pós-graduação e dedica-se a ensinar judô) e inspirou o irmão caçula, Renan Tadeu de Oliveira, que faz 15 anos nesta sexta-feira (28/07) e é bolsista no colégio da Polícia Militar. Todos treinam pelo clube.

Considero o judô meu estilo de vida. Tudo que já conquistei até hoje foi graças a ele. O judô me ensinou a me esforçar para alcançar meus objetivos dentro e fora dos tatames, sempre buscando ser uma pessoa melhor a cada dia, nunca desistindo dos meus sonhos”, disse Natalia.

No ano passado, Natalia foi a primeira de sua categoria no ranking brasileiro e alcançou a sétima colocação no ranking mundial. Para manter-se em boas colocações, porém, é preciso um bom investimento no que diz respeito a quimonos (roupas dos lutadores), alimentação e transporte, além de outros gastos, e muitas vezes os valores extrapolam a renda da família.

Foi tentando driblar as dificuldades que a mãe Fabiana de Oliveira resolveu fazer trufas, alfajores e pães de mel, que as meninas vendem na faculdade. “Minhas filhas nunca receberam ajuda de ninguém e tenho gastos absurdos. Natalia é uma das melhores judocas da categoria dela, mas não estamos conseguindo arcar com os custos”, lamentou Fabiana. A família mora no Riacho Grande, em São Bernardo, e tem gastos elevados com transportes até São Caetano diariamente. “Como se trata de alto rendimento, não é permitido faltar.”

Natália junto com os irmãos que também são judocas. Foto: Divulgação

Atualmente, Natalia prepara-se para a seletiva nacional, que acontecerá em Curitiba e que garantirá uma vaga para o circuito europeu. Quem quiser entrar em contato com a atleta para ajudar com patrocínio ou divulgação pode escrever para o e-mail [email protected]

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações