18 de setembro de 2021

IP School lança projeto de expansão em municípios do ABCD

Mais visitadas

 Investimentos nas unidades franqueadas são a partir de R$ 33 mil (microfranquia) e R$ 149 mil (escola física)

 

Diretores da IP School lançam projeto de expansão em municípios do ABCD. Foto: Divulgação

IP School lança-se oficialmente no sistema de franchising, com opção de microfranquia com investimento de R$ 33 mil para interessados em empreender no ABCD paulista e trabalhar em home office. Diferente das propostas existentes, a rede, com seis escolas físicas em operação, trabalha  com aulas particulares, presenciais ou online.

A metodologia é baseada na Programação Neurolinguística e valorização das necessidades de cada aluno. “Desta forma, dispensa-se material didático obrigatório – o aluno não paga livros. Investimentos nas unidades franqueadas são de R$ 33 mil (microfranquia) e R$ 149 mil (escola física)”, informou.

“Estudando o mercado e as possibilidades existentes, entendemos que fluência em inglês e lucro podem caminhar lado a lado”, explicam em nota Fábio Ferreira, Márcio Cafezeiro e Rauel Araruna, jovens franqueadores da IP School – Inglês Particular.

A proposta da marca para as cidades do ABCD

A IP School pretende expandir  nas cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Diadema com escolas físicas e microfranquias. É intenção da marca também abrir unidades franqueadas nas cidades vizinhas. “Fizemos um amplo estudo do mercado e percebemos uma carência em serviços personalizados, como os nossos, na região metropolitana, no interior e litoral de São Paulo. Por isso, existe muita oportunidade de crescimento. Existem regiões em que é possível implantar escolas e, em outras, o franqueado poderá trabalhar em home office, com microfranquia, atendendo clientes virtualmente ou mesmo em empresas. Temos um mapeamento dos municípios que mostra essas opções”, explica Araruna.

Inglês particular ‘and burn the books’

O mercado de franquias de ensino de idiomas geralmente funciona com as franqueadoras (editoras de livros) vendendo aos franqueados, que por sua vez vendem aos alunos e cobram deles também uma mensalidade pelas aulas. Assim, é lucrativo manter aquele aluno por anos em cursos, para que eles comprem mais e mais livros e paguem mais mensalidades. “Não é à toa que o Brasil é o país com o maior número de escolas de idiomas e o menor número de pessoas fluentes em inglês: apenas 3% da população. Vender livros é, portanto, um grande negócio”, diz Márcio Cafezeiro, franqueador da IP School.

A IP School nasce com uma proposta diferente: os alunos têm aulas particulares, que podem ser ministradas pessoalmente ou online. A metodologia é exclusiva e baseada na Programação Neolinguística, com método fonético, suporte gradual, mapeamento dos objetivos do aluno, de sua proficiência atual e de seu perfil para o desenvolvimento de um plano de aprendizado. “Temos aulas personalizadas, bem como o conteúdo, de forma que o aluno realmente aprenda. Rompemos barreiras porque respeitamos as dificuldades apresentadas pelo aluno, bem como sua história e seu aprendizado anterior”, explica Cafezeiro, responsável pela área pedagógica da marca.

A IP School – Inglês Particular não trabalha com livros e oferece materiais gratuitos aos alunos. “Todas as atividades de apoio são ofertadas gratuitamente aos alunos e não temos livros. Aliás, nosso método é baseado no conceito ‘burn the books’, no bom sentido, claro, porque acreditamos que os livros tradicionais de ensino de inglês apenas prendem o aluno comercialmente a uma marca”, explica o especialista.

Ensino personalizado

Na IP School – Inglês Particular, os trainers (professores) são livres para ensinar de forma personalizada. Conforme o mapeamento das características dos alunos, eles criam as aulas, de forma a respeitar os gostos pessoais, a vivência, as experiências e a individualidade do aluno. Assim, desenha-se o conteúdo e a abordagem.

Há, por exemplo, um professor que faz bastante sucesso com adolescentes, ao ofertar aulas com videogame, nas quais joga com os alunos, desenvolvendo o conteúdo das aulas enquanto eles se divertem. O mesmo professor já treinou em academia e fez compras com outros alunos, levando a campo conceitos aplicados durante as aulas. “Nada foi forçado por nós. O professor teve as ideias e combinou com os alunos a aplicação delas. Nós damos o suporte e eles interagem, como preferirem. É importante que os alunos sintam o idioma no cotidiano, na realidade, porque é justamente nesses momentos que mais precisarão conversar e os estamos preparando para a vida. É justamente o que desejamos: alunos fluentes em suas necessidades”, diz Cafezeiro.

Na metodologia da IP School – Inglês Particular, também não há problema de o aluno receber orientações em Português. “Sentimos que alguns alunos têm medo de entrar em uma aula, pela primeira vez, e ficarem perdidos, porque o professor fala com eles o tempo todo em inglês e eles nada entendem. Como nosso conteúdo é 100% personalizado, alunos iniciantes podem receber ensinamentos em Português, até estarem prontos para interagir o máximo possível em inglês. A ideia é que se desenvolvam e tenham segurança. Se impusermos menos regras rígidas, certamente eles se soltarão e aprenderão com mais desenvoltura”, disse o profissional.

Diferenciais IP School

– Aulas particulares online ou ao vivo, nas modalidades One by One (individuais), Team (grupos de até quatro pessoas, formados pelos próprios alunos, que se conhecem) e In Company (na empresa).

– Baseado na Programação Neurolinguística

– Método fonético

– Suporte gradual

– Mapeamento dos objetivos e da proficiência atual do aluno

aluno

– Mapeamento do perfil do aluno

– Desenvolvimento de um plano de aprendizado individualizado

– Aulas personalizadas, que incluem o gosto pessoal do aluno

– Flexibilidade de dias e horários das aulas

– Ausência de turmas

– Preparo para simulados, preparatórios e aplicação de Toeic, Toefl, Toefl FBT, ITP, Ielts e Cambridge.

*Programação Neurolinguística é uma metodologia que estuda o aprendizado comportamental, para entender como o cérebro trabalha com as informações e experiências. Assim, pretende, por meio de exercícios, reprogramar a mente para aprimorar todos os âmbitos da vida.

A franquia IP School – Inglês Particular

Com essa proposta, a IP School – Inglês Particular lança oficialmente sua franquia para interessados em operar em cidades do estado de São Paulo.

Criada em 2015, a marca possui seis escolas físicas, sendo quatro delas na capital paulista (Tatuapé, Santana, Pompeia e Avenida Paulista) e duas na região metropolitana (Guarulhos e Mogi das Cruzes). “São três unidades próprias e três franqueadas. Pretendemos abrir mais oito unidades em 2021 e totalizar 60 franquias em 2025”, contabiliza Rauel Araruna, sócio responsável pela Expansão.

A IP School – Inglês Particular oferece duas formatações de franquia. A microfranquia da marca requer investimento a partir de R$ 33 mil e oferece a oportunidade de o franqueado trabalhar com a franquia online, sem necessidade de instalações físicas. “Ele recebe o direito de explorar determinada região, com todo treinamento e suporte da franqueadora”, fala Araruna.

Já a franquia física exige investimento a partir de R$ 149 mil, já com a taxa de franquia, capital de giro e instalações inclusas, para uma escola de 150 m2. O franqueado também atuará em uma localidade pré-definida, recebendo treinamento e suporte da franqueadora.

“Nossa intenção é a de mudar a vida das pessoas por meio do ensino do inglês. Queremos formar pessoas, capacitá-las para o que elas desejam, seja para uma nova oportunidade no trabalho, para utilizarem o idioma em uma viagem ou para realização pessoal. Não queremos que o aluno passe a vida estudando o idioma, mas tenha o aprendizado completo, em tempo hábil, de forma a sentir-se preparado e não desistir de estudar, porque é possível ser fluente. Não temos medo de que isso aconteça porque é justamente com esse objetivo que cresceremos e conquistaremos novos alunos”, finaliza Fábio Ferreira, sócio responsável pelas questões administrativas da IP School – Inglês Particular.

A proposta da marca para as cidades do ABCD

A IP School pretende expandir-se nas cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Diadema com escolas físicas e microfranquias. É intenção da marca também abrir unidades franqueadas nas cidades vizinhas. “Fizemos um amplo estudo do mercado e percebemos uma carência em serviços personalizados, como os nossos, na região metropolitana, no interior e litoral de São Paulo. Por isso, existe muita oportunidade de crescimento. Existem regiões em que é possível implantar escolas e, em outras, o franqueado poderá trabalhar em home office, com microfranquia, atendendo clientes virtualmente ou mesmo em empresas. Temos um mapeamento dos municípios que mostra essas opções”, explica Araruna.

 

Perfil

Marca: IP School

Tipo de negócio: Ensino de inglês particular

Ano da fundação: 2015

Início da franquia no Brasil: 2018

Total de unidades no Brasil: 3 próprias e 3 franqueadas

Investimento inicial: Microfranquia: A partir de R$ 33 mil

(incluindo a taxa de franquia e capital de giro)

Física: A partir de R$ 149 mil (incluindo a taxa de

franquia, capital de giro e instalações)

Taxa de franquia: R$ 30 mil

Capital de giro: De R$ 1 mil a R$ 30 mil

Royalties: 5% do faturamento bruto

Taxa de publicidade: 1,5% do faturamento bruto

Área mínima: De 150 m2 a 600 m2

Nº de funcionários: De 1 a 3

Faturamento bruto: média de R$ 45 mil

Lucro líquido: 40%

Prazo de retorno: até 10 meses

Prazo de contrato: 5 anos

Apoio ao franqueado: Orientação na escolha do ponto comercial; treinamento operacional ao franqueado e equipe; manuais de gestão;

consultoria técnica administrativa, financeira e operacional,

software de gestão.

Telefone: (11) 2455-8476

E-mail: [email protected]

Site: www.ipschool.com.br

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações