2 de dezembro de 2021

HU de S.Bernardo passa a atender casos de urgência encaminhados por UPAs e PA

Mais visitadas

Com avanço no enfrentamento da Covid, Prefeitura reforça sistema de Saúde em outras patologias e reorganiza oferta de leitos que estavam exclusivos para o Coronavírus 

HU de S.Bernardo passa a atender casos de emergência encaminhados por UPAS e PA. Foto: Divulgação/PSBC

Com a eficiência da vacinação e a diminuição de casos de Covid-19, a Prefeitura de São Bernardo reorganizou desde esta quinta-feira (23/09), a oferta de leitos disponíveis na rede hospitalar municipal. Devido ao fato de o município ter optado pela não criação de hospitais de campanha durante a pandemia, parte dos leitos até então destinados para atendimento exclusivo de pacientes acometidos pelo Coronavírus passará a reforçar a rede de Saúde municipal para o atendimento de outras patologias.

A decisão foi anunciada pelo prefeito Orlando Morando, ao lado do secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple Sobrinho, durante visita ao Hospital de Urgência (HU) Mauricio de Almeida Soares, criado para substituir o Hospital Pronto Socorro Central (HPSC), e que, a partir de agora passa a atender os casos de Urgência e Emergência de pacientes encaminhados pelas 9 UPAs e pelo PA Taboão. Já o Hospital de Clínicas (HC), fica responsável pelos atendimentos ambulatoriais e cirúrgicos. E o Novo Hospital Anchieta (HA) segue exclusivo para o tratamento de Coronavírus.

“Fomos uma das poucas cidades a não abrir hospitais de campanha, porque entendemos que os leitos criados para o enfrentamento da pandemia seriam de grande importância para o fortalecimento da nossa rede de Saúde e para o cuidado de outras doenças no pós-Covid-19. Seguimos priorizando a Saúde e garantindo qualidade no atendimento da nossa população”, detalhou o chefe do Executivo.

Decisão sobre mudanças no atendimento foi anunciada pelo prefeito Orlando Morando, ao lado do secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple Sobrinho, durante visita ao Hospital de Urgência. Foto: Divulgação

AUMENTO DE 20% DE LEITOS – O município conta, atualmente, com 926 leitos no total (769 enfermarias e 157 UTI), incluindo o Complexo Hospitalar e as UPAs, sendo que 24% estão destinados ao tratamento da Covid-19. Antes da pandemia, em fevereiro de 2020, a cidade possuía 751 leitos públicos municipais, o que representa aumento de 20% no número de leitos no comparativo com o atual momento.

De acordo com o secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple Sobrinho, este é o verdadeiro legado que a pandemia deve deixar para São Bernardo. “Toda a mobilização que tivemos para abrir leitos não foi em vão e, agora, temos uma rede mais robusta para o tratamento de outras doenças”, destacou.

FUTURO AME E LUCY MONTORO – O antigo Hospital E Pronto Socorro Central será sede do futuro AME e da Rede Lucy Montoro. No momento, a fase é de realização de toda a parte de projetos, com prazo de entrega dos dois novos equipamentos para o 1º semestre de 2022. As obras serão realizadas pela Prefeitura, com investimento de cerca de R$ 20 milhões. O novo AME ofertará serviços ambulatoriais especializados, como consultas, exames e procedimentos em diversas áreas da medicina e do diagnóstico. Já a Unidade de Reabilitação Física da Rede Lucy Montoro proverá atendimento a pessoas com deficiência, contando com equipes multidisciplinares, englobando profissionais médicos e não médicos.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações