Hospital do Idoso ainda é novela em Santo André

Construção já passou por duas gestões e não foi concluída; atual governo retoma obras

 

Paulinho Serra é o terceiro prefeito a prometer que entregará hospital do idoso. Foto: Divulgação/PSA-Ricardo Trida

O Hospital do Idoso de Santo André já passou por duas gestões sem ser concluído. Iniciado em 2011, na gestão do então prefeito Aidan Ravin (Podemos) e interrompido em 2014 na administração do ex-prefeito Carlos Grana (PT), a construção virou uma novela em Santo André e a população é quem arca com os prejuízos de uma obra parada há sete anos.

Agora, o atual prefeito Paulinho Serra (PSDB) assinou, neste domingo (15/04), a ordem de serviço para retomada das obras do Hospital do Idoso, na Vila Luzita. Se esse governo cumprir a promessa feita à população, a inauguração ocorrerá em abril de 2019.

O investimento será de R$ 7,5 milhões. Desse total, R$ 6,9 milhões são oriundos da União, por meio da Caixa Econômica Federal, e R$ 600 mil são recursos próprios do município. De acordo com a Prefeitura, haverá 66 leitos e contemplará atendimento de hospital dia, farmácia, enfermagem, terapia ocupacional, UTI com nove leitos, serviço social, fonoaudiologia, fisioterapia, fisioterapia respiratória e acupuntura

“O Hospital do Idoso é, certamente, uma das obras mais importantes dessa gestão. Porque, além da localização em uma região de grande demanda, vai contribuir para a retomada da qualidade que o Centro Hospitalar Municipal merece, assim como a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Centro, que será reaberta em breve, e a UPA Bangu, que vamos inaugurar dia 21 de abril, próximo sábado”, destacou o prefeito.

O secretário de Saúde, Márcio Chaves, disse que esse equipamento está credenciado como hospital de retaguarda. “Isso significa que é voltado para o atendimento de pessoas que precisam de um tempo maior de internação, sob cuidados especializados, perfil de atendimento mais utilizado pelos pacientes idosos”, concluiu.