Guarda Ambiental flagra pesca ilegal na Represa Billings

Um homem foi multado em R$ 1.000 em pesca considerada ameaçadora para os peixes que logo entram em período de defeso

 

Guarda Ambiental flagra pesca ilegal na Represa Billings. Foto: Divulgação/PSBC-Omar Matsumoto

 

Em operação de proteção e preservação da represa, a Guarda Ambiental de São Bernardo, frustrou no último sábado, (05/10), grupos que realizavam pescas predatórias as margens da represa Billings no Pós Balsa. Na ação, foram apreendidas 28 tarrafas, 50 João bobo (armadilha de pesca) e 800 metros de rede.

Nenhum dos pescadores tinham licença para a prática, um homem foi multado em R$ 1.000 reais, por crime ambiental. Além da pesca desenfreada os pescadores também realizavam ações proibidas como fechar todo o bico (margem) da represa, ato impróprio até mesmo na pesca legalizada.

Em 2017, a Prefeitura de São Bernardo, em ação conjunta com o Ministério Público (MP), adotou uma política de respeito e preservação ao Meio Ambiente, aumentando a fiscalização as margens da represa, além de inibir construções ilegais em áreas de mananciais.

No período de defeso do ano passado, a Guarda Ambiental conseguiu resgatar mais de 50 kg de peixes recém-retirados da represa.

PATRULHAMENTO

Ao perceber que muitas das irregularidades são cometidas por pescadores da região que já conhecem a abordagem, a Guarda Ambiental aumentou e mudou a tática de patrulha em horários alternados .

Todas as ocorrências registradas pela Guarda Ambiental são encaminhadas para a Secretaria de Meio Ambiente e Proteção Animal. Os pescadores que possuem permissão para a atividade deverão ter a licença caçada.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*