4 de julho de 2022

Grupo é preso suspeito de matar motorista em São Bernardo

Mais visitadas

Quadrilha era formada por dois homens e duas mulheres, sendo uma delas  adolescente; vítima foi torturada antes morrer

motorista de aplicativo de São Bernardo
Motorista de aplicativo é encontrado sem vida em São Bernardo. Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Polícia prendeu nesta sexta-feira (20/05) um grupo suspeito de envolvimento na morte do motorista de aplicativo Aldenor Machado, de 63 anos. O corpo da vítima foi encontrado nesta quarta-feira (18/05) em uma ribanceira, no bairro Paulicéia, em São Bernardo.

Segundo a Polícia Civil, a quadrilha é composta por dois homens e duas mulheres, sendo uma delas também é adolescente de 15 anos. Os quatro acusados de participar da morte do motorista torturaram a vítima antes de morrer.

Durante as detenções, foram apreendidos celulares, notebook, o simulacro usado no crime e um soco inglês

Durante entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira à tarde, a Polícia  informou que depois de uma perícia no carro da vítima, por meio do Afis, sistema de identificação automatizada de impressões digitais, os investigadores chegaram até uma adolescente, que seria a namorada de um dos suspeitos.

De acordo com Miguel Ferreira da Silva, delegado titular do Deic , o objetivo do grupo era roubar um motorista qualquer do aplicativo por isso fizeram um perfil falso com o nome Paola, que foi descoberto posteriormente que se tratava de uma adolescente.

A vítima entregou aos criminosos dois aparelhos celulares, a carteira com cerca de R$ 1 mil, cartões de crédito, mas mesmo assim um deles eles deu um golpe mata leão. Amararam a vítima e praticaram agressão.

A investigação em conjunto do SHPP (Setor de Homicídios) e do 5°DP (São Bernardo).

Entenda o caso

A Polícia Civil esclareceu o latrocínio que vitimou um motorista. Três pessoas envolvidas no crime, entre 20 e 25 anos, foram presas e uma adolescente, de 15, apreendida.

Os autores foram identificados após minuciosa investigação e trabalho de inteligência coordenada pelo Setor de Homicídios, da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de São Bernardo do Campo, e localizados durante o cumprimento de mandados, com apoio do 5º Distrito Policial da cidade e do Grupo de Operações Especiais (GOE)

Na ocasião do crime, os criminosos compraram um simulacro de arma de fogo e criaram um perfil falso em um aplicativo para solicitar a corrida, com partida na cidade de Diadema e duas paradas.

A primeira parada ocorreu no bairro Rudge Ramos, em São Bernardo do Campo, e a segunda no bairro Paulicéia, onde o assalto foi anunciado.

A vítima não reagiu e entregou R$ 1.000 em dinheiro e o celular. Mesmo assim, os suspeitos a amarraram e deram um golpe mata-leão para que perdesse o sentindo.  Quando o motorista acordou e tentou reagir, os criminosos o agrediram até a morte. Posteriormente, o grupo se livrou do corpo.

.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações