Gerente tem bomba colocada ao corpo durante roubo a banco em Diadema

 Policiais do Gate conseguiram anular os sinais e então retirar um artefato que estava amarrado no tornozelo do funcionário do Santander

 

gerente
Área no entrono do banco Santander de Diadema foi isolada para ação da Polícia. Foto: Reprodução/Redes Socias

 

O gerente da agência do Banco Santander, na Avenida Lico Maia, em Diadema, foi feito de vítima por criminosos durante roubo à agência na manhã desta sexta-feira (05/04). Um artefato foi amarrado, mas policiais do Gate (Grupo de Operações Especiais) conseguiram anular os sinais da bomba amarrada no tornozelo do funcionário.

De acordo com a Polícia, o gerente foi feito de vítima antes de ir trabalhar. Para pegá-lo, os bandidos bateram em seu veículo e quando ele desceu foi avisado que se tratava de um sequestro.

O gerente foi ameaçado por dois homens. Os criminosos pediram para o funcionário entrar na agência para pegar dinheiro e deixar o local sem alardes. Os funcionários do Santander estranharam o comportamento do gerente e acionaram a polícia. O caso foi registrado encaminhado para o 4º DP (Distrito Policial).

 

 

gerente
Agência do Banco Santander, na Avenida Lico Maia, em Diadema, foi alvo de criminosos. Foto: Reprodução/Google

Em nota oficial, o banco Santander afirmou que o “banco está prestando assistência ao funcionário e colabora com as investigações policiais.” .

O crime aconteceu um dia depois de uma agência do Santander e outra do Banco do Brasil terem sido alvo de uma quadrilha no município de Guararema, na região Metropolitana de São Paulo. Foram mortos pela Polícia Militar 11 criminosos, sendo quatro e outros foragidos. A Polícia informou que prendeu seis suspeitos, sendo quatro homens que teriam participação direta de roubo e duas mulheres suspeitas de envolvimento na quadrilha e estariam tentando resgatar os banidos que se esconderam em uma mata próxima.