1 de dezembro de 2021

GCM de S.Bernardo lacra adega no Batistini por perturbação do sossego

Mais visitadas

Nos últimos três meses, estabelecimento foi alvo de 18 denúncias por irregularidades

adega lacrada em são bernardo
GCM de São Bernardo lacra adega no Batistini por perturbação do sossego. Foto: Divulgação

A GCM (Guarda Civil Municipal de São Bernardo) lacrou, na tarde desta segunda-feira (22/11), uma adega, localizada no bairro Batistini, alvo de denúncias de perturbação do sossego. Nos últimos três meses, ao menos 18 queixas de irregularidades praticadas pelo estabelecimento foram recebidas pela Prefeitura.

Com apoio de agentes da Secretaria de Serviços Urbanos e da Secretaria de Obras e Planejamento Estratégico, a operação teve como objetivo manter a ordem pública, combater o barulho excessivo, coibir o comércio informal, além de garantir a segurança dos munícipes da região.

De acordo com o setor de inteligência da GCM, o estabelecimento, situado na Rua Sante Battistini, promovia de maneira irregular festas clandestinas, inclusive, com apresentação musical em via pública, o que já resultou em infrações anteriores.

Na operação desta segunda-feira, para evitar a reabertura do estabelecimento, blocos de concreto foram usados para lacrar a adega.

“A Guarda Civil Municipal tem trabalho com total rigor para combater ocorrências de perturbação de sossego no território de São Bernardo. Embora as atividades econômicas tenham sido retomadas, os estabelecimentos comerciais devem continuar seguindo a legislação municipal no que compete as normas de funcionamento desses serviços”, destacou o secretário de Segurança Urbana, Coronel Carlos Alberto dos Santos.

DENÚNCIA– Para combater essas irregularidades, a Prefeitura de São Bernardo conta com a Operação Noite Tranquila. A ação reúne grande efetivo da guarda e demais órgãos do município, que atuam de forma conjunta na saturação de viaturas em bairros estratégicos, rondas, monitoramento de vias públicas com alta concentração de pessoas e bloqueios com foco em veículos equipados com aparelhagem de som. Os locais de atuação são definidos previamente pelo Comando da GCM, por meio dos serviços de inteligência da guarda e de denúncias da população. O canal para o registro de queixas de volume excessivo e demais atividades nas quais forem constatadas atividades ilegais é o telefone 153 da GCM.

adega lacrada
Nos últimos três meses, estabelecimento foi alvo de 18 denúncias por irregularidades. Foto: Divulgação/PSBC

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações