11 de abril de 2021

GCM de Diadema usa tempestade, bala de borracha e granada para dispersar pancadões

Mais visitados

Guardas municipais acabaram com 12 bailes funks com 5 mil pessoas entre sexta-feira e segunda-feira

 

Caminhão tempestade combateu pancadões em Diadema com jato d´água. Foto: Divulgação/PDA-Thiago Benedetti

 

 

Para garantir o direito ao sossego público, a Operação Casa em Ordem, da Guarda Civil Municipal (GCM) de Diadema, realizou, entre sexta-feira (23/10) e a madrugada desta segunda-feira (26/10), uma série de ações de combate a 12 bailes funks nas ruas, em diversos bairros da cidade. As ocorrências resultaram na dispersão de quase 5 mil pessoas e na apreensão de um automóvel e uma motocicleta. A GCM precisou usar o Tempestade com jatos d´água, além de balas de borracha e granada.

No trabalho contra os pancadões, a GCM tem feito uso do veículo Tempestade, caminhão equipado com jato d’água. “Nessas ações, a nossa equipe está orientada para o uso progressivo da força. Por vezes, basta a chegada do Tempestade para que ocorra a dispersão da aglomeração, sem necessidade de utilizar água”, explica o secretário municipal de Defesa Social, Paulo Fagundes.

Atuando preventivamente, a GCM tem inibido o início de festas em diversas localidades, o que permite concentração de esforços nos locais onde elas chegam a ocorrer. Nos últimos anos, de cerca de 30 pontos da cidade onde aconteciam pancadões, rotineiramente, a atuação da GCM reduziu para apenas cerca de 6 locais.

Para isso, a Prefeitura tem investido na contratação de novos guardas civis, além da aquisição de veículos, armamentos e uniformes para a GCM.

Durante a operação, quando passavam pela avenida Casa Grande, as equipes da GCM flagraram quatro indivíduos em duas motocicletas tentando roubar uma outra motocicleta. Os guardas evitaram o crime e perseguiram os assaltantes, mas os perderam de vista quando os mesmos se embrenharam em um pancadão. Essa festa irregular foi uma das dispersadas no final de semana.

Além de acabar com pancadões, a Operação Casa em Ordem, da Guarda Civil de Diadema, também notificou e fechou bares e similares que foram encontrados abertos sem licença especial para funcionar após, às 23 horas.

As denúncias de perturbação do sossego público podem ser feitas junto à Central de Operações da GCM que atende pelo telefone 153.

 

Mais publicações

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns a administração da cidade de Diadema, que siga bem administrada, e já que ainda não é possível substituir a água potável do tempestade por ácido sulfúrico, daria pra substituir pela água do rio, assim combateriam esgotos com esgotos!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações