GCM de Diadema flagra menor e um adulto com 308 pedras de crack

 Ocorrência foi na rua Padre Antonio Tomás, no Jardim Santa Elizabete; infratores também portavam 200 pinos de cocaína e 78 papelotes de maconha

 

pedras de crak
Infratores carregavam em uma mochila vários tipos de entorpecentes. Foto: Divulgação

A Romu (Ronda Ostensiva do Municipal) da GCM (Guarda Civil Municipal) flagrou na noite desta terça-feira (30/10) duas pessoas que portavam grande quantidade de drogas na rua Padre Antonio Tomás, no Jardim Elizabete. O menor K. H. G. S, de 16 anos, e S. S., de 24 anos, carregavam em uma mochila 200 pinos de cocaína, 308 pedras de crack, 78 papelotes de maconha, além de R$ 409,90. Os entorpecentes seriam comercializados, conforme consta do BO (Boletim de Ocorrência).

O flagrante foi feito durante patrulhamento preventivo pela região. Os guardas da Romu observaram esses dois infratores e detectaram que apresentavam atitude suspeita. Ambos tentaram fugir quando viram a viatura, mas foram detidos.

A ocorrência foi feita no 3º DP (Distrito Policial) de Diadema, onde o menor assumiu o crime. Os dois detidos foram colocados à disposição da Justiça.

Mudança na lei

Jair Bolsonaro, presidente da República eleito neste domingo (28/10) tem como uma de suas bandeiras promover o endurecimento das leis contra criminosos. O capitão da reserva afirmou que vai mudar a maioridade penal de 18 anos para 16 anos ou 17 anos. Atualmente, um menor infrator cumpre uma pena educativa de no máximo três anos, mesmo cometendo crime graves, como tráfico de drogas e assassinatos.

O governador eleito, João Doria (PSDB), também defende a redução da maioridade penal para 16 anos.