15 de junho de 2021

Funcionários da TB cruzam os braços em Mauá por causa de aviso prévio

Mais visitadas

Problema foi resolvido na noite desta terça-feira com a possibilidade de a Prefeitura fazer contrato emergencial nesta quinta

TB
Funcionários da TB só voltaram ao trabalho nesta quarta-feira. Foto: Divulgação

Cerca de 70 funcionários da empresa TB (Transbraçal) que atuam na Prefeitura de Mauá cruzaram os braços nesta segunda (24/09) e terça d(25/09) porque receberam aviso prévio. O contrato da empresa com o município vence nesta quinta-feira (27/09) e todos seriam dispensados.

Os funcionários, que atuam em varrição de rua, cemitério e feiras livres, só retomaram suas atividades nesta quarta-feira (26/09), porque houve a promessa por parte da Prefeitura de assinar um contrato emergencial, o que evita temporariamente as demissões e a suspensão do aviso prévio.

A Prefeitura deve para a TB cerca de R$ 9 milhões. A empresa não recebe do município há um ano.

A cidade passa por uma grave crise financeira e o prefeito Atila Jacomussi (PSB) prepara um pacote com corte de gastos para ser divulgado até a próxima semana. A ideia é reduzir as despesas em pelo menos 12% por meio da fusão de secretarias e redução de contratos e ate mesmo diminuição dos cargos comissionados.

Desde que retornou ao comando do Paço, em 12 de setembro, após quatro meses afastado do cargo por medidas judiciais, Atila tem feito promessas de buscar o equilíbrio das finanças da cidade.

Durante a interinidade da vice-prefeita Alaíde Damo (MDB no comando da Prefeitura, a emedebista, assinou, em julho, um decreto de calamidade pública. O prefeito estuda a revogação.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações