Exposição ‘Ver não é o suficiente’ é contemplação da arte em Sto.André

Mostra que reúne 60 obras do acervo municipal pode ser conferida no Salão de Exposições do Paço, até 19 de novembro

Salão de Exposições Luiz Saciloto tem exposição “Ver não é o suficiente” até 19 de novembro. Foto: Divulgação/PSA-Angelo Baima

 

 

Um convite à contemplação e não uma visita rápida para olhar as obras entre um compromisso e outro. Isso é o que propõe a exposição “Ver não é o suficiente”, que está no Salão de Exposições Luiz Sacilotto, no Paço Municipal de Santo André, até dia 19 de novembro. A entrada é gratuita.

A exposição é composta por 60 obras do acervo da cidade, criadas por 30 artistas, em diversas épocas e com técnicas variadas. Há pintura em tela, gravuras, fotografias, instalações e objetos.

O tema da exposição foi o ponto de partida para a seleção das obras. O coordenador de Artes Visuais da Secretaria de Cultura e curador da mostra, Reinaldo Botelho, escolheu entre as mais de mil peças que compõem o acervo, obras que pudessem causar impacto, incentivo à reflexão em quem observa, mas que também representassem amostras de várias técnicas e estilos característicos de outras fases e também da atualidade.

“Estamos propondo o exercício da atenção. Convidando a pessoa a parar e observar, respirar e então se permitir a ter uma experiência com a arte”, explicou Botelho. Exemplo da diversidade da mostra é que na exposição é possível encontrar obras como uma xilogravura de 1973 de Maria Bonomi, uma pintura acrílica sobre tela de Arnaldo Ferrari, produzida em 1967, fotografias de André Terayama, de 2013, e uma pintura acrílica e óleo sobre tela de Mariana Matos, de 2016.

 

Mostra que reúne 60 obras do acervo municipal e oferece oportunidade para se contemplar a arte. Foto: Divulgação/PSA-Angelo Baima

A visão é, hoje em dia, um sentido mais exigido, porque é responsável pela recepção de uma enxurrada de informações o tempo todo, ainda mais com o acesso constante às mídias digitais e aos meios de comunicação. Mas com essa quantidade enorme de dados, imagens e gráficos visualizados diariamente, as pessoas chegam ao fim do dia exaustas e tendo absorvido quase nada de informação.

“Nunca fomos tão incapazes de enxergar, de parar, de olhar e de perceber. Por isso, ‘Ver não é o suficiente’ quer dizer que apenas olhar é pouco. Para aproveitar realmente esta exposição, assim como qualquer outra, é preciso observar, sentir, prestar atenção, e perceber que emoção cada obra pode te provocar. Essas sensações são o que compõem a experiência estética que uma exposição pode trazer”, destacou Reinaldo Botelho.

O Salão de Exposições Luiz Sacilotto está localizado no Paço Municipal, próximo ao Teatro Municipal Flavio Florence, e está aberto à visitação de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*