13 de abril de 2021

Ex-vereador Chico do Judô morre aos 70 anos e deixa legado no esporte

Mais visitados

Conhecido por sua alegria, sinceridade e carisma, ex-secretário de Esporte e de Serviços Urbanos de Mauá morreu nesta quarta-feira vítima da covid

 

chico do Judô
Ex-vereador Chico do Judô morre aos 70 anos e deixa legado no esporte. Foto: Divulgação

 

Ex-vereador de Mauá Francisco de Carvalho Filho, o Chico do Judô (sem partido), morreu na tarde desta quarta-feira (24/02), aos 70 anos, vítima da Covid-19. O político enfrentou nos últimos anos uma doença no fígado e   tinha feito um transplante de rim durante a eleição do ano passado que inviabilizou até sua campanha. O ex-parlamentar também chegou a fazer hemodiálise por muitos meses.

No fim do ano passado, a reportagem do ABCD Jornal conversou com o então parlamentar sobre o fato de não ter sido reeleito pela sexta vez. Indagado sobre a questão respondeu. “Entre fazer campanha e viver, optei pela vida e não me arrependo. Deus me Deus uma nova chance de viver e sou grato por isso”, afirmou Chico à época que acrescentou que queria se dedicar mais à sua família.

Chico do Judô era um lutador, mas não venceu o coronavírus. Ele deixa um legado na cidade e centenas de meninos que deixaram as ruas para praticar judô nas escolinhas que criou nas comunidades.

Ele também foi presidente Federação Paulista de Judô e viu vários atletas conseguirem mealhas de ouro em importantes competições nacionais e internacionais. Diante da carreira brilhante, foi reconhecido no ano passado com medalhas tanto pela federação quanto por uma entidade internacional, a Judô Québec, em 2019.

  No meio Político

Chico do Judô era muito querido na classe política e muito sincero. Defendia suas convicções até o fim e não tinha medo de levantar polêmicas nem mesmo quando pertencia à bancada governista.

Quando a PF (Polícia Federal) iniciou uma investigação na cidade de um suposto mensalinho envolvendo 21 dos 23 vereadores, além de um suplente, Chico do Judô e Marcelo Oliveira (PT) foram os únicos que não constaram da relação de investigados.

 Muitos políticos lamentaram a morte dele. Veja as  notas oficiais:

“É com grande pesar que recebo neste momento, quarta-feira, 24 de fevereiro, a triste notícia da morte do ex-vereador Chico do Judô, colega com quem convivi por anos na Câmara. Ele lutava contra a covid após ter feito, no fim do ano passado, transplante renal. Nossos mais profundos sentimentos a familiares e amigos”, disse Marcelo Oliveira (PT), prefeito de Mauá

 “É com profunda tristeza que recebo a notícia do falecimento do Chico do Judô. Mais uma vítima da covid-19, hoje um lutador perdeu essa batalha! Desejo a todos familiares e amigos que o Espírito Santo os console. Deixo aqui meus sinceros sentimentos”, afirmou Atila Jacomussi (PSB), ex-prefeito de Mauá

 “É com profundo pesar que recebe a notícia do falecimento do ex-vereador Chico do Judô, aos 70 anos, vítima de complicações da covid-19. Fomos vereadores juntos na cidade de Mauá, e é muito triste saber que perdemos mais uma pessoa querida para esta doença. Meus sentimentos à família e amigos neste momento”, lamentou Clovis Volpi (PL), prefeito de Ribeirão Pires.

 “Lamento profundamente o falecimento do meu grande amigo, ex-vereador e ex-secretário de Serviços Urbanos, Chico do Judô. Conheci o Chico aos 9 anos de idade, pois ele era vereador com meu pai (Wagner Rubinelli), e eu frequentava a sua antiga academia Shark, na escolinha de futebol. Depois tivemos a oportunidade de trabalharmos como vereadores juntos na última legislatura. Ele tinha grande sabedoria, experiência e me ensinou muito. Que Deus conforte o coração dos amigos e familiares”, afirmou Fernando Rubinelli (PTB), ex-vereador e secretário de Serviços Urbanos em Mauá

Câmara de Mauá:

“Aprouve a Deus na tarde de hoje (24/2) levar para junto de si o nosso querido Chico do Judô, homem público de incontáveis qualidades e de um perfil sempre afável para com todos, o que fez dele personagem de marcas indeléveis no coração de cada um de nós.

Vereador de cinco mandatos,, e grande homem do Esporte paulista e brasileiro, honrou de forma distintiva esta Casa de Leis, seus colegas vereadores nas várias legislaturas e os funcionários desta Câmara.

Sempre restará para nós os efeitos tão marcantes de sua atenção, bondade e correção de um homem essencialmente bom. Chico do Judô hoje escreve seu nome em um panteão seleto de grandes figuras públicas da cidade de Mauá em toda a sua história.

Que seu legado inspirador seja motivo para buscarmos uma melhoria contínua em tudo o que somos e fazemos”.

 

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações