Em Diadema, gêmeos encontram vocação para o vôlei na Escola de Esportes

Mais visitadas

Programa da Secretaria de Esporte e Lazer beneficia mais de 9 mil crianças e jovens com aulas gratuitas em diversas modalidades

Gêmeos do Vôlei
Em Diadema, gêmeos encontram vocação para o vôlei na Escola de Esportes. Foto: Divulgação

Não é difícil confundir Kaique Costa Rocha e seu irmão gêmeo, Issac, quando os dois estão em um dos ginásios poliesportivos de Diadema. Além da aparência, os garotos compartilham um mesmo amor: o vôlei.

Mas nem sempre foi assim. Esse gosto pela modalidade esportiva foi cultivado aos poucos, a partir de 2021, quando, aos 12 anos, entraram na Escola de Esportes, no programa de iniciação esportiva da Secretaria de Esporte e Lazer de Diadema, e passaram a treinar na Associação dos Funcionários Públicos de Diadema e no Ginásio Ayrton Senna, ambos no Centro. Esse foi o primeiro passo para, depois, passar por uma ‘peneira’ e conseguir chegar à equipe Sub-17 da Prefeitura, onde os garotos estão hoje.

“Não tinha muito interesse por esse esporte antes, apenas a vontade de aprender. Mas depois que percebi onde eu posso chegar, tudo que posso evoluir com o esporte, minha vontade aumentou. Acho que a escolinha ajudou muito para isso”, afirma Kaique.

A ‘escolinha’, a Escola de Esportes da Prefeitura, beneficia atualmente mais de 9 mil crianças e adolescentes, de 7 a 16 anos, com aulas gratuitas de diversas modalidades: basquete, futsal, ginástica artística, handebol e voleibol, tanto para meninos quantos meninas. Além disso, oferece aulas de natação e hidroginástica, futebol de campo (para mais de 4.907 alunos em 12 campos pela cidade) e, por meio de convênios, aulas de capoeira, judô, jiu jitsu, karatê, kickboxing e skate.

Mais do que apenas uma escola de esportes, os técnicos do programa têm a preocupação de promover, entre crianças e jovens, a importância da disciplina, perseverança e respeito. “Os professores trabalham bastante isso. Por exemplo, sempre que íamos fazer qualquer tipo de exercício tinha que cumprimentar os outros atletas para demostrar respeito”, esclarece Kaique.

Sandra Regina Lucas Costa, avó dos gêmeos, afirma que a Escola de Esporte vai muita além de ensinar uma modalidade esportiva. “Isso tem sido importante na vida deles, uma vez que eles têm horário pra cumprir, uma agenda da treinos. Todo esporte é um incentivo para tirar da violência, das ruas”, avalia.

A avó, que afirmar indicar a Escola de Esportes para várias famílias, aponta outra vantagem do programa. “Ao invés de estar pendurado no celular, no videogame, as crianças podem praticar um esporte, uma atividade física, evitar ter que lidar com problemas de obesidade.”

Segundo a secretária de Esporte e Lazer, Luciana Avelino, a previsão é ampliar entre 5% e 10% o número de pessoas atendidas em 2024 pela Escola. “Essa ampliação do programa é mais uma prova do compromisso da administração com a iniciação esportiva de nossa juventude”, relata. “Nosso desejo é que todos que queiram tenham acesso e possam se dedicar a uma atividade esportiva, que traz benefícios inclusive para a saúde pública”, afirma.

Os interessados em uma das vagas da Escola de Esportes devem ser inscrever com o professor de cada modalidade no local das aulas. No endereço eletrônico https://linktr.ee/seldiadema é possível obter informações sobre as modalidades oferecidas, horários e locais das aulas.

Mais publicações

Últimas publicações