Em 30 dias, Guarda Ambiental de Diadema resgata 23 animais e faz 8 notificações

Também foram feitas 226 rondas preventivas para impedir o descarte irregular de resíduos no município

 

Guarda Ambiental de Diadema registrou neste um mês 30 ocorrências que resultaram no resgate de 23 animais, além da notificação de oito comércios irregularidades. Foto: Divulgação/PDA-Thiago Benedetti

 

Inaugurada em agosto, a sede da Guarda Ambiental de Diadema registrou neste um mês 30 ocorrências que resultaram no resgate de 23 animais, além da notificação de oito comércios irregularidades. A Corporação ainda fez  226 rondas preventivas para impedir o descarte irregular de resíduos no município, bem como realizou operações de fiscalização conjunta com a Polícia Militar Ambiental.

A equipe também recebeu treinamento e capacitação científica e participou das operações Casa em Ordem. Nesta operação foram feitas 287 fiscalizações de poluição sonora em estabelecimentos comerciais. Durante a operação Casa em Ordem, guardas civis municipais e policiais militares trabalham nos finais de semana atendendo as reclamações da população relacionadas à emissão de sons e ruídos por automóveis em diversos pontos da cidade.

“As ações conjuntas com a equipe da Delegacia de Investigação de Crimes contra o Meio Ambiente, com a Secretaria de Meio Ambiente e com a equipe de ROMU da GCM, além do auxilio da população nas denúncias e solicitações, têm sido primordial para sucesso do trabalho realizado até o momento. Estamos muito satisfeitos com o resultado do primeiro mês de atividade”, afirmou o supervisor Olímpio.

O principal objetivo da Guarda Ambiental é a prevenção e inibição de crimes ambientais. A Guarda tem a função de fiscalizar e, quando necessário, fazer autos de infração, sempre baseados na preservação ambiental da cidade.  “A Guarda Ambiental trouxe um novo fôlego para a cidade de Diadema nas contínuas ações de policiamento preventivo com ênfase ambiental. O comércio e a comunidade já sentiram os reflexos positivos na região com a melhora significativa na percepção de segurança no comércio local e nas vias públicas” afirmou o secretário de Defesa Social, Paulo Alexandre Fagundes.

Ocorrências

Em 12 de agosto, a Guarda Ambiental apoiou a operação na qual foram apreendidos 14 animais que, de acordo com a legislação de Crime Ambiental, 9.605/98 e Lei Municipal 2.277/08, eram vítimas de maus tratos no bairro Vila Nogueira.

Em 24 de agosto, uma equipe atendeu uma ocorrência de engasgamento. Uma bebê de 10 meses engasgou com uma lantejoula que estava na blusa da mãe. O pai chegou à base da Guarda Ambiental no bairro Eldorado com a bebê sem sentidos nos braços. “A equipe atendeu a ocorrência que resultou no salvamento de uma vida, símbolo claro que a comunidade já compreendeu que pode buscar ajuda e socorro 24 horas por dia ininterruptamente na inspetoria de Guarda Ambiental”, concluiu o secretário de Defesa Social, Paulo Alexandre Fagundes.

 

Em 24 de agosto, uma equipe atendeu uma ocorrência de engasgamento de uma bebê. Foto: Divulgação/PDA-Thiago Benedetti

 

Fiscalização

As secretarias de Defesa Social e Meio Ambiente estão trabalhando em conjunto e a parte de fiscalização ambiental passou a ser realizada também pela GCM de acordo com a lei municipal 455/2018. Para implantação do projeto, 10 guardas municipais realizaram treinamento específico, com aulas teóricas e práticas baseadas na legislação ambiental e foram entregues duas caminhonetes modelo S10, três armas de grosso calibre, munições e uniformes.

Para o município, foi fundamental a instalação da Guarda Ambiental. A cidade conta com 30,6Km², sendo que 6Km² constituem área da represa. Aproximadamente 22% do território da cidade estão inseridos em áreas de mananciais.

Serviço

Sede Guarda Ambiental – Rua Frei Ambrósio de Oliveira Luz, 55, no bairro Eldorado.

Denúncias

Tels.: 0800-770-5559, 4044-0249 ou 153.

Por e-mail – diademalegal@diadema.sp.gov.brgcm@diadema.sp.gov.br

 

1 Comentário

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*