17 de setembro de 2021

Doria diz que reduzirá valor de pedágios; ABCD tem o mais caro do País

Mais visitadas

Candidato do PSDB vai implantar ainda tarifas Ponto a Ponto e flexível para reduzir custos a motoristas que utilizam as estradas

 

pedágios
Doria diz que reduzirá pedágios de forma gradativa caso seja eleito governador. Foto: Divulgação

O candidato do PSDB ao Governo do Estado, João Doria, disse nesta segunda-feira (15/10) que reduzirá gradualmente as tarifas dos pedágios nas rodovias de São Paulo. Ele disse que isso será possível durante o processo de renovação dos contratos com as concessionárias que administram as rodovias. Doria também implantará, já a partir do próximo ano, dois tipos de tarifa de pedágio: Ponto a Ponto e flexível.

Nós vamos respeitar todos os contratos, os marcos jurídicos, não vamos encerrar nenhum deles antes, mas à medida que forem concluídos os contratos de concessão das rodovias, as renovações de contrato serão feitas com tarifas mais baixas de pedágio”, disse Doria, acrescentando que há contratos que se encerram em 2019 e 2020, quando será possível iniciar essa redução.

Ele apresentou dois outros projetos para tarifas de pedágio. “Vamos introduzir dois sistemas de tarifas. A Ponto a Ponto, em que você só paga o trecho que percorrer. Se você usa uma estrada de 100 km, mas percorre 15 km, você só vai pagar pelos 15 km e não pelos outros 85 km. E a tarifa flexível, que já existe na Espanha, nos EUA e no Canadá, em que, a partir de determinado horário, 21h por exemplo, as tarifas são reduzidas em 50% ou 40%”, explicou.

Doria explicou que as duas tarifas podem ser negociadas com as concessionárias logo após assumir o governo. “A tarifa flexível será negociada de imediato com as concessionárias porque o contrato já prevê isso e esta é uma decisão da concessionária com o governo. A tarifa Ponto a Ponto também porque ela não fere o contrato, não rompe com o marco jurídico.”

Ele defende que todos ganham com as duas tarifas, motoristas e concessionárias. “Você viaja com conforto, segurança e paga menos. E assim também aliviamos o trânsito nos horários de pico e melhoramos a condição para as concessionárias, que terão um trânsito mais fluído e melhor condição de atendimento à população”, acredita.

Pedágio caro do Brasil

O pedágio mais caro do Brasil fica no ABCD, no SAI (Sistema Anchieta/Imigrantes). O motorista com carro de dois eixos tem de arcar com o pagamento de R$ 26,20 para ter acesso à baixada santista.

E para a insatisfação dos motoristas, os pedágios no Estado de São Paulo são reajustados todo ano com base no IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) ou IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado). O último reajuste ocorreu em 1º de julho.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações