Doria e Morando inauguram novas sedes policiais em S.Bernardo

 

Foram entregues imóveis reformados que abrigam delegacias especializadas, distritos de Polícia Civil e 6º Batalhão da PM

 

Doria e Orlando Morando inauguram novas sedes policiais em São Bernardo. Foto: Divulgação/Governo do Estado

 

O Governador João Doria e o prefeito Orlando Morando inauguraram nesta terça-feira (30/06) as novas sedes da Delegacia de Investigação de Infrações e Crimes contra o Meio Ambiente, da Delegacia de Defesa da Mulher, do 4º Distrito Policial e do 6º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano em São Bernardo do Campo.

“Vamos prosseguir no programa de inaugurações de delegacias, DDMs, reforma de delegacias da Polícia Civil e também na entrega dos novos batalhões da Polícia Militar. As obras continuaram e o cronograma está mantido até dezembro não só na Região Metropolitana de São Paulo, mas em todo o estado”, disse Doria. A solenidade teve ainda as participação do Secretário Executivo da PM, Coronel Álvaro Batista Camilo.

Também foram inauguradas as novas instalações do 2º DP da cidade, em imóvel cedido pela Prefeitura. A delegacia conta com três prédios (plantão policial, cartório central e setor de investigação) e passou por reforma para melhorar a condição de trabalho dos policiais e de atendimento à população.

As delegacias especializadas, o 4º DP e o 6º Batalhão PM Metropolitano também passam a funcionar em imóveis da Prefeitura de São Bernardo do Campo. Todos foram reformados e adaptados sem ônus ao Estado. Parte das obras teve início em fevereiro, e o restante em abril e junho deste ano.

O 6º Batalhão PM Metropolitano passa a funcionar no bairro Planalto e atende as cidades de São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul, beneficiando quase 1 milhão de pessoas. A unidade conta com efetivo de 987 PMs e 174 viaturas.

O prefeito Orlando Morando ressaltou que a mudanças vão proporcionar economia aos cofres públicos, pois deixará de pagar aluguéis de imóveis. “Com apenas duas delegacias eram gastos R$ 15 mil ao mês, R$ 180 mil ao ano. Estamos tornando públicas as delegacias e deixando de pagar aluguel. O investimento total para a reforma dos imóveis foi em torno de R$ 2 milhões. Os prédios já existiam, não precisamos comprar, só adaptamos, reformamos e entregamos”, concluiu  o prefeito.