Dois torcedores do Santos morrem em Mauá durante briga com palmeirenses

Dos três detidos pela GCM de Mauá dois foram liberados e um permaneceu preso por ser autor dos disparos

 

Dois torcedores santistas morreram durante briga, entre eles Higor Matias Toledo. Foto: Reprodução

 

Dois torcedores do Santos morreram na noite deste domingo (23/08), em Mauá, atingidos por arma de fogo durante uma briga com palmeirenses, na Avenida Portugal, perto de um posto de combustível.

De acordo com testemunhas, um grupo de torcedores do Palmeiras bebia quando um grupo de santistas se aproximou. Neste momento, houve um confusão generalizada. Eles se enfrentavam com barras de ferro, pedaços de madeira e garrafas e vários tiveram escoriações.

Durante a briga, um palmeirense sacou uma arma de fogo e efetuou disparos e acertou três pessoas. Dois morreram, entre eles Higor Matias Toledo. A Polícia ainda não revelou a identidade da segunda vítima fatal. A terceira vítima está bem, pois o tiro acertou de raspão.

Três pessoas foram detidas, sendo Fábio de Lima Andreoti, de 34 anos, Leonardo Anastácio Resende e Jeison Folha de Santos, de 21 anos. Esse último é o único que permanece preso, pois foi o autor dos disparos. Os outros dois foram liberados.

Santos e Palmeiras se enfrentaram no Estádio do Morumbi em partida válida pelo Campeonato Brasileiro que terminou com a vitória do time da alviverde al por 2 a 1.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública emitiu uma nota oficial. “Um ajudante, de 21 anos, foi preso por atirar e matar dois torcedores do Santos, de 21 e 22 anos, na noite domingo (23), em Mauá. Outros dois jovens, que estavam com o autor no veículo, foram levados à delegacia, onde foram ouvidos como testemunhas e liberados em seguida. A autoridade policial também ouviu testemunhas da ocorrência, além do autor do crime, que confessou ter feito os disparos. O ajudante foi encaminhado à Cadeia Pública de Santo André, onde permanece à disposição da Justiça”, afirmou.

 

Briga aconteceu perto de posto de combustível que fica na avenida Portugal. Foto: Reprodução