16 de janeiro de 2022

Dois dos 3 PMs mortos em abordagem seriam pais nos próximos dias

Mais visitadas

Morte causou comoção; corpos foram enterrados neste domingo

 

Morte dos três policiais causou comoção; corpos foram enterrados neste domingo. Foto: Reprodução

 

Dois dos três PMs (Policiais Militares) que foram mortos neste sábado (08/08)  durante abordagem a um falso policial civil seriam pais nos próximos dias. Os corpos dos agentes foram enterrados neste domingo sob forte comoção.

O soldado Victor Rodrigues Pinto da Silva, de 29 anos, deixa a esposa que está grávida. O sargento José Valdir De Oliveira Júnior, de 37 anos, deixa uma filha e a esposa também está grávida de gêmeos, de acordo com a  PM.

O soldado Celso Ferreira de Menezes Júnior tinha 33 anos e estava na corporação há mais de 10 anos.

Os três foram atingidos por disparos feitos por um criminoso que se identificou falsamente como policial civil na Avenida Politécnica, no bairro do Butantã, em São Paulo. Trata-se de Cauê Doretto de Assis que também foi morto na troca de tiros.

Segundo o Boletim de Ocorrência, doiss suspeitos tinham saído de uma festa e abordaram uma moto na Avenida Politécnica às 5h da manhã. Os policiais militares observaram a cena e pararam a moto e o carro com os dois ocupantes, sendo um deles, Cauê, o assassino, que falou que era policial civil.

Os policiais pediram a carteira funcional do suspeito, que as entregou, mas enquanto checavam o documento, Cauê sacou uma segunda arma e disparou na cabeça do PM e baleou os outros.

O acompanhante de Cauê, identificado como Vitor Mendonça, que também estava no carro é o único sobrevivente do tiroteio. Ele foi levado para a delegacia para prestar depoimento e ficou preso.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações