10 de agosto de 2022

Diadema aprova projeto que garante reajuste ao funcionalismo público

Mais visitadas

Proposta foi avalizada por unanimidade; aumento médio nos salários dos servidores será de 12,34%, incluindo índices do ano passado; reajuste deste ano é de 3%

fachada da prefeitura de diadema
Prefeitura de Diadema consegue aprovar na Cãmara projeto que garante reajuste ao funcionalismo público. Foto: Divulgação/PDA-Dino Santos

A Câmara de Diadema aprovou o projeto de lei que garante o reajuste médio de 12,34% (incluindo os índices do ano passado) nos salários dos servidores. Nesse ano o reajuste é de 3%. O texto avalizado acrescenta os vencimentos do funcionalismo, aumenta o valor do Vale-Alimentação e do Vale-Refeição e readequa o piso salarial dos agentes de cozinha nível I. Com o aval dos vereadores, a proposta vai para sanção do prefeito José de Filippi Júnior.

A proposta foi aceita pelo Sindema (Sindicato dos Servidores Públicos de Diadema) na campanha salarial da categoria. Haverá 30% de acréscimo do Vale-Alimentação e do Vale-Refeição, reajuste de 7% nos vencimentos (em duas parcelas, 4% em julho e 3% em outubro), revisão de referências salariais de algumas categorias. Esse pacote permitiu que o reajuste médio para todo funcionalismo público fosse de 12,34%, contando com o que foi negociado no dissídio passado.

Com a aprovação da Câmara, o valor do Vale-Alimentação dos servidores saltará de R$ 325,05 para R$ 422,57. Como foi assegurado junto ao Sindema, esse reajuste é referente a maio. Portanto, a partir da publicação da lei, a diferença retroativa será depositada no cartão da empresa gestora do benefício em até dois dias úteis depois da sanção do Executivo. A quantia do Vale-Refeição subirá para R$ 241,96.

“Esta medida busca amenizar o impacto financeiro que afeta diretamente os trabalhadores, em especial na aquisição de gêneros alimentícios, produtos de limpeza, produtos de higiene pessoal e outros gêneros de primeira necessidade. O acréscimo no valor linear ao benefício dos servidores representa, principalmente para as categorias com padrões salariais mais baixos, uma recuperação do poder aquisitivo proporcionalmente maior”, salientou o prefeito Filippi.

A readequação da referência salarial dos agentes de cozinha nível I era uma demanda antiga da categoria que será atendida pela atual Administração. Com essa modificação e somados os reajustes que a Prefeitura concederá, os agentes de cozinha nível I terão aumento de 54% nos salários.

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações