10 de agosto de 2022

Desesperados, jogadores brasileiros deixam hotel na Ucrânia  

Mais visitadas

FAB coloca aviões de prontidão para retirada de brasileiros daquele País, aeronaves são do mesmo modelo usado em outras missões humanitárias

jogadores brasileiros na ucrânia
Desesperados, jogadores brasileiros deixam hotel na Ucrânia . Foto: Reprodução

Os jogadores brasileiros que estavam abrigados num bunker em um hotel de Kiev já deixaram o local. Junto com seus familiares e outros brasileiros, os atletas do Shakhtar e Dínamo saíram em um comboio de carros próprios rumo a uma estação de trem localizada a aproximadamente dois quilômetros do Opera Hotel na capital ucraniana.

Os atletas e familiares embarcaram em um trem com destino à fronteira entre Ucrânia e Romênia. Entre eles está o andreense Renan Oliveira, jogador do Kolos Kovalivka. O atleta disse que os jogadores estão bem e que a viagem deve demorar entre 9 e 10 horas.

Dois aviões multimissão KC-390 Millenium foram colocados de prontidão para um possível transporte de brasileiros evacuados da Ucrânia. A informação foi confirmada na manhã de hoje (26) pela Força Aérea Brasileira (FAB).

“As aeronaves são do mesmo modelo utilizado em outras missões humanitárias internacionais: o transporte de donativos para as vítimas da explosão em Beirute, capital do Líbano, em 2020; e o apoio emergencial à tragédia causada pelo terremoto ocorrido em agosto de 2021 no Haiti”, diz publicação na conta da FAB no Twitter.

Ainda não foram divulgados pela FAB ou o Itamaraty detalhes sobre onde, quando ou como será feita a retirada dos brasileiros. Ontem (25), foi informado pela Embaixada do Brasil na Ucrânia o desembaraço de um trem para o transporte de cidadãos brasileiros e latino-americanos. O comboio deveria partir da capital Kiev com destino à cidade de Chernivtsi, a oeste do país, ainda na noite de sexta-feira.

Entre os brasileiros em Kiev estão dezenas de jogadores que atuam no futebol ucraniano. Em uma transmissão e em publicações pelo Instagram, a esposa do zagueiro Marlon Santos, Maria Paula Marinho, disse que eles foram avisados a ir do hotel até a estação de trem em pouco mais de meia hora.

Em nota, a embaixada alertou que a “situação de segurança e de disponibilidade de transporte na cidade é instável e sujeita a mudanças repentinas, de modo que não é possível garantir a partida ou lugares suficientes. Prioridade deverá ser dada a mulheres, crianças e idosos”.

(Com Agência Brasil)

aeronave brasileira usada em missões humanitárias
FAB coloca aviões de prontidão para retirada de brasileiros daquele País

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações