29 de julho de 2021

Crise aumenta em Ribeirão Pires e mais quatro morrem na fila por UTI

Mais visitadas

Pacientes tinham entre 62 e 89 anos de idade e na UPA Santa Luzia e no Hospital de Campanha

 

Pacientes tinham entre 62 e 89 anos de idade e na UPA Santa Luzia e no Hospital de Campanha. Foto: Divulgação

 

A prefeitura de Ribeirão Pires confirma a morte de mais quatro pessoas que estavam internadas aguardando vagas de UTI na fila do CROSS (Sistema de Regulação de Vagas do Estado de São Paulo). Na noite de ontem (22), um homem de 89 anos e uma mulher de 68 anos foram a óbito na Unidade de Pronto Atendimento (UPA Santa Luzia). E nesta terça-feira (23), a cidade registrou mais duas mortes: homens de 64 e 72 anos, que estavam no Hospital de Campanha. Os quatro morreram por complicações da Covid.

Agora, Ribeirão Pires já soma 23 mortes de pessoas que aguardavam por leitos de UTI na fila do CROSS.

Hoje, 16 pessoas estão à espera de leitos no sistema estadual.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações