19 de junho de 2021

Começa a vacinação de agentes de segurança no ABC e em todo Estado

Mais visitadas

São 180 mil doses disponibilizadas para a Secretaria de Segurança Pública para atender profissionais que terão esquema próprio de imunização

Começa a vacinação de agentes de segurança de todo o Estado contra o coronavírus. Foto: Divulgação

 

O Governador João Doria acompanhou nesta segunda-feira (5), na Academia de Polícia Militar do Barro Branco, o início da vacinação dos profissionais das forças de segurança de todo o Estado de São Paulo contra o coronavírus.

 “A partir de hoje, começam a ser vacinados 180 mil profissionais de segurança em todo o Estado de São Paulo. São profissionais da ativa das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros, Agentes Penitenciários, Guardas Civis Metropolitanos, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e da Fundação Casa. Em 10 dias, praticamente todos desta população dos profissionais de segurança estarão vacinados”, disse Doria.

A campanha ocorre com uma grande operação logística montada para a distribuição de cerca de 180 mil doses de vacina, que foram disponibilizadas aos agentes em mais de 80 unidades da Polícia Militar no Estado. O objetivo da medida é evitar aglomerações nos postos públicos de saúde, onde prossegue a campanha de vacinação para o restante da população.

A vacinação é exclusiva aos profissionais da ativa das instituições, com exceção daqueles que não atendem aos critérios médicos estabelecidos pelas autoridades de saúde, como gestantes, lactantes, ter tido a COVID-19 há 30 dias ou menos. Para receber a imunização os profissionais de segurança podem fazer um cadastro prévio pelo site https://vacinaja.sp.gov.br. O registro, porém, não é obrigatório.

A estrutura montada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado para imunizar os agentes inclui 82 pontos de vacinação vinculados a unidades da Polícia Militar. Serão 21 na Capital, nove na Grande São Paulo, sete na região de Campinas, sete na região de Sorocaba, sete na região de Ribeirão Preto, seis na Baixada Santista, seis na região de Piracicaba, cinco na região de Bauru, quatro na região de São José do Rio Preto, quatro na região de Presidente Prudente, quatro na região de São José dos Campos e dois na região de Araçatuba.

Prevenção e cuidados

Desde o início da pandemia, a Secretaria da Segurança Pública adota todas as medidas necessárias e recomendadas pelas autoridades de saúde para garantir a proteção dos agentes contra a COVID-19. Mais de R$ 27 milhões foram investidos na aquisição e distribuição de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), como máscaras, luvas, aventais descartáveis, álcool gel, face shield para os servidores e agentes de segurança, além da higienização dos ambientes de trabalho, viaturas e laboratórios.

Todo policial com suspeita ou diagnóstico da COVID-19 foi ou está devidamente afastado, conforme orientações médicas. A Secretaria da Segurança Pública acompanha o quadro clínico, fornecendo todo o suporte necessário para a recuperação de seus agentes.

ABC inicia vacinação de profissionais das forças de Segurança


Nesta fase, a expectativa é que 2.000 agentes em São Bernardo recebam a primeira dose do imunizante até o fim desta semana

 

A Prefeitura de São Bernardo iniciou nesta segunda-feira (05/04) mais uma importante etapa de vacinação contra a Covid-19 do município, desta vez, contemplando profissionais das forças de Segurança da cidade. Nesta fase, a expectativa é que 2.000 agentes recebam a primeira dose do imunizante até o fim desta semana, beneficiando profissionais das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros, agentes penitenciários, Guardas Civis Municipais, Polícia Federal e da Polícia Rodoviária.

Realizada de forma centralizada na sede do 6º Batalhão da Polícia Militar, localizado no bairro Planalto, a imunização desses profissionais foi acompanhada de perto pelo prefeito Orlando Morando, na companhia da primeira-dama e deputada estadual, Carla Morando, dos secretários municipais Geraldo Reple Sobrinho (Saúde), Coronel Carlos Alberto dos Santos (Segurança Urbana), além do delegado seccional de São Bernardo, Ronaldo Tossunian, e do comandante do 6º BPM, Vlamir Luz Machado.

“É um dia muito importante para nossos profissionais da Segurança Pública que, a partir de hoje, passam a receber doses da vacina contra a Covid-19. Todas as corporações serão contempladas. Com isso, passamos a imunizar aqueles que desde o início da pandemia tem trabalhado diariamente para nos proteger e garantir o cumprimento das medidas restritivas em toda nossa cidade. Um passo fundamental para avançarmos ainda mais na imunização da nossa população”, destacou o chefe do Executivo.

Nesta fase, a vacinação é exclusiva aos profissionais da ativa das instituições. Para receber a imunização, os profissionais de segurança devem fazer um cadastro prévio pelo site https://vacinaja.sp.gov.br. A imunização ocorrerá até o dia 12 de abril, sempre das 8h às 16h, através de agendamento feito pelo comando de cada corporação, afim de não prejudicar a rotina de trabalho desses agentes.

EMOÇÃO – No primeiro dia de vacinação deste grupo, 294 profissionais das forças de Segurança de São Bernardo foram imunizados. Entre eles estava a 1ª Tenente da Polícia Militar, Tatiana Marinho Lopes, de 40 anos, que está desde 2019 na corporação. “Este é um momento muito importante para todos nós que estamos na linha de frente. Com nossos agentes imunizados, passamos a ter mais segurança no trabalho de proteção da sociedade. Além disso, a polícia é um exemplo para muitas pessoas, o que torna tudo isso ainda mais importante na luta contra a Covid-19”.

Outra profissional contemplada nesta etapa foi a guarda civil municipal, Carolini Carvalho, de 32 anos, sendo 8 deles de trabalho na GCM de São Bernardo. “Ser imunizada traz um alívio depois de meses estando na frente das ações de enfrentamento da pandemia. Um momento de renovação das nossas esperanças”, destacou.

DEMAIS GRUPOS – Nesta segunda-feira, a Prefeitura de São Bernardo também deu sequência à aplicação da 1ª dose em pessoas com 68 anos, assim como, na imunização de idosos com 75 e 76 anos que receberam a 2ª dose em quatro postos avançados espalhados pela cidade.

ARRECADAÇÃO – Assim como nos demais postos de vacinação, a base do 6º Batalhão da Polícia Militar foi ponto de arrecadação de alimentos em parceria entre o Fundo Social de Solidariedade (FSS) de São Bernardo e o projeto “Vacina Contra a Fome”, do Governo do Estado. Os profissionais vacinados no local puderam, durante a imunização, ainda contribuir com a doação de 1 kg de alimento não perecível, permitindo assim ajudar famílias em alta vulnerabilidade social que residem na cidade.

  Santo André  

Profissionais de Segurança Pública que atuam em Santo André começaram a ser vacinados nesta segunda-feira. Foto: Divulgação/PSA-Alex Cavanha

 

Profissionais de Segurança Pública que atuam em Santo André começaram a ser vacinados nesta segunda-feira (5) contra a Covid-19. A imunização está sendo realizada na sede do CPA/M-6 (Comando de Policiamento de Área Metropolitana Seis), localizada na Vila Guiomar.

“Estamos ampliando nossa cobertura vacinal incluindo, a partir de agora, os profissionais de segurança pública que atendem toda a nossa cidade. A imunização deste público é um importante passo no combate à Covid-19. Vamos proteger os nossos heróis que estão todos os dias nas ruas combatendo o crime e protegendo nossas vidas”, destacou o prefeito Paulo Serra, que acompanhou a imunização nesta segunda-feira.

A vacinação abrange guardas civis municipais, policiais civis, militares e técnico-científicos, agentes penitenciários, bombeiros e policiais federais. A estimativa é que cerca de 2 mil pessoas que integram este público sejam vacinadas entre 5 e 12 de abril.

 

Os imunizados nesta segunda-feira receberam doses da vacina Oxford/AstraZeneca. Neste primeiro dia, 101 GCMs de Santo André foram vacinados. Um dos profissionais foi o GCM Rogério Camargo, que comemorou ao receber a primeira dose da vacina. “Diante de tudo que está acontecendo e estarmos vendo todos os dias notícias bem preocupantes, ser imunizado é uma alegria e proporciona mais tranquilidade para exercermos nosso trabalho na proteção das pessoas diariamente nas ruas”, destacou.

A Comandante da GCM de Santo André, Vincenzina de Simone, também recebeu a primeira dose da vacina Oxford/AstraZeneca. “Estamos há mais de um ano na linha de frente, perdemos infelizmente vários amigos na luta contra este inimigo invisível. Receber a imunização é um alívio e ao mesmo tempo uma esperança para nos livrarmos desse vírus. Tomem a vacina, esse é o meu recado e a nossa arma mais efetiva”, pontuou a comandante.

Imunização – As doses são exclusivas para os profissionais que estão na ativa das instituições, com exceção daqueles que não atendem aos critérios médicos estabelecidos pelas autoridades de saúde (gestantes, lactantes ou ter sido diagnosticado com Covid-19 a 30 dias ou menos).

Cada local de trabalho será responsável pela logística da vacinação, incluindo a convocação dos profissionais e direcionamento ao ponto de imunização.

O novo comandante de área do CPAM-6, o coronel Marcos de Paula Barreto, também recebeu a dose da vacina nesta manhã. “Todas as carreiras policiais estão contempladas neste grande trabalho de imunização que vem sendo realizado em Santo André. Estamos muito felizes em receber a vacina e podermos atuar com mais tranquilidade nas mais variadas ocorrências, focados sempre na proteção da vida”, finalizou.

Ribeirão Pires  

Todos os 111 guardas municipais que estão na ativa em Ribeirão Pires foram imunizados. Foto: Divulgação

Todos os 111 guardas municipais que estão na ativa em Ribeirão Pires foram imunizados contra a Covid nesta segunda-feira (5), conforme autorizado pelo Plano de Vacinação do Estado de São Paulo. Desse total, 47 guardas foram vacinados pelo próprio município e 64 receberam o imunizante no 30º Batalhão da Polícia Militar, em Mauá. “É um alívio para todos nós profissionais que estamos diariamente pelas ruas, cuidando do nosso povo, mesmo com o sacrifício das próprias vidas”, celebrou o comandante da Guarda Municipal, Sandro Torres.

Desde o início da pandemia, 45% do efetivo da GCM de Ribeirão Pires já foi contaminado pela Covid, o que mostra o risco para os profissionais que estão na linha de frente combatendo as aglomerações e festas clandestinas. “Essa vacinação aumenta a nossa responsabilidade e nos estimula ainda mais a trabalhar pela nossa população”, comentou o subcomandante Fernando Dias após receber o imunizante.

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações