Com covid, Enézimo, rapper de Santo André, morre aos 46 anos

Morte de artista causou comoção e várias homenagens e declarações foram feitas nas redes sociais

 

 

O rapper Eneas Enézimo, de 46 anos, morreu nesta terça-feira (15/12) vítima da Covid-19. O artista estava doente desde 30 de novembro e teve o agravamento nos sintomas.

Enézimo já integrou o grupo A.R.M.A.G.E.D.O.N nos anos 1990, era arte educador na Fundação Casa de Santo André, São Bernardo e Mauá.  O rapper também assinou diversos projetos solo e, em 2020, divulgou os singles De Janeiro a Janeiro e Basquete de Rua. Em novembro, comemorou 30 anos de carreira.

A Banca X Santo André comunicou nas redes sociais o falecimento de Enézimo por conta de complicações de saúde causadas pelo coronavírus.

“Estivemos otimistas com os relatórios médicos diários, contudo nosso irmão se encontra agora no Orun com nossos ancestrais. Gostaríamos de agradecer às pessoas que emanaram sua positividade pela recuperação do nosso amado irmão. O RAP Nacional, nosso PNO e várias outras quebradas sentem a perda de um guerreiro que fez História com Cultura, Esporte e Educação. Não temos muitas palavras para expressar nossos sentimentos nesse momento e a única  coisa certa a fazer agora é agradecer por sido quem foi e continuará sendo em nossas vidas. Cada rua, viela e beco saberá que Eneas Enézimo vive em nossas mentes e corações”, informou.

Vários amigos também prestaram homenagens pelas redes sociais. “Enéas Enézimo se foi. Não sei o que falar. Está doendo muito. Independente do líder que ele é. Independente do artista sensacional que ele é. Independente da luta que ele é. Era meu amigo desde sempre. P… Essa não tava na conta, nego…Sem chances de aceitar, sem forças pra digerir…Perdemos muito, perdemos…”, afirmou um amigo

“ Que ano difícil…Mais um que a Covid leva, muito, muito triste…Vão ficar as lembranças, as risadas, a alegria contagiante de um verdadeiro monstro do Hip Hop Nacional. Seu legado jamais, jamais será esquecido. Uma ótima passagem e aqui, seguimos em frente. Siga em paz, meu irmão”, afirmou outro amigo,