11 de agosto de 2022

Claudinho tem pedido para batizar rodoviária como Zumbi dos Palmares

Mais visitadas

No início das celebrações pelo Dia da Consciência Negra, o prefeito contou com o apoio do Movimento Negro e integrantes da sociedade civil contra a tentativa de cassação

Ato com movimento negro
Claudinho tem pedido para batizar rodoviária como Zumbi dos Palmares. Foto: Divulgação

Primeiro prefeito negro de Rio Grande da Serra e único do ABC, Claudinho da Geladeira prestigiou o início das comemorações pelo Dia da Consciência Negra, que será celebrado neste sábado (20/11), com um ato que contou com a presença de cerca de 30 pessoas do Movimento Negro da cidade e representantes da sociedade civil. O encontro ocorreu na tarde desta sexta-feira (19/11), na Prefeitura.

Além de estabelecer um diálogo com a administração e fortalecer a atuação no município, o grupo apoiou o prefeito contra a tentativa de cassação, que aconteceu em setembro, também entregou uma pauta com reivindicações, entre elas, a de denominar o terminal rodoviário, a ser construído na cidade, como “Zumbi dos Palmares”.

“Passei por um momento muito difícil e fico muito feliz por contar com o apoio do Movimento Negro e da sociedade civil. Estou trabalhando para que nossa gestão realize uma série de ações, entre elas, a conclusão do terminal rodoviário, que é um grande sonho da população de Rio Grande da Serra. Recentemente, recebemos o investimento do Governo do Estado, por intermédio da deputada estadual Carla Morando, de R$ 3,3 milhões, para continuar as obras do local. Recebo essa sugestão com muita alegria, pois metade da população de nossa cidade se reconhece como negra ou parda”, afirmou o chefe do Executivo.

Segundo Antônio Maria, o Toninho da Rede Social, um dos representantes do Movimento Negro de Rio Grande da Serra e que estava no encontro, a escolha desta denominação era natural. “Poderíamos ter optado por homenagear um morador da cidade. Mas, em nossa avaliação, não abraçaria toda a população negra de Rio Grande da Serra. Zumbi dos Palmares, cuja vida foi marcada pela luta contra a escravidão, representa todos os negros e negras de nossa cidade. É um grande símbolo da luta antirracista”, afirmou.

Entre os outros pedidos feitos pelo Movimento Negro estão a criação da Secretaria de Combate ao Racismo e o cumprimento da Lei 10.639/03, que alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação, incluindo no currículo da rede de ensino a obrigatoriedade de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Os representantes da sociedade civil efetuaram a assinatura da carta durante o ato, que tem o intuito de fomentar ações para combater o racismo e a desigualdade social na região.

O Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra e Afrodescendente de Rio Grande da Serra está em formação e deverá tomar posse até o fim de novembro.

prefeito claudinho da geladeira
prefeito contou com o apoio do Movimento Negro e integrantes da sociedade civil contra a tentativa de cassação. Foto: Divulgação/PRGS

Negros no 1º escalão

Além de ser o primeiro negro a assumir a gestão da Prefeitura de Rio Grande da Serra, Claudinho da Geladeira também foi o primeiro a aumentar a participação de negros e negras no primeiro escalão do governo. Das 17 secretarias, sete delas têm titulares negros e negras como as pastas de Assuntos Jurídicos, Cidadania e Inclusão Social, Comunicação, Chefia de Gabinete, Esportes, Executiva de Política e Promoção Social e Segurança, Trânsito e Defesa Civil. No segundo escalão, são mais três integrantes: Chefia de Gabinete, Esportes e Segurança.

“Muito importante contar com essa representatividade em minha gestão. Precisamos transformar os espaços de poder e deixá-los muito mais diversos trazendo mais mulheres e homens negros”, disse Claudinho da Geladeira.

Atividades

A Prefeitura de Rio Grande da Serra promoverá, neste sábado (20/11), uma série de atividades em comemoração ao Dia da Consciência Negra, das 13h às 21h, na EMEB Prof. Rachel Silveira Monteiro (Rua José Maria Figueiredo, 435, Centro). Entre as atividades estão oficinas, palestra sobre Saúde Mental, exposições, artes cênicas, danças afro, apresentação de capoeira, aula de samba rock e baile black. A entrada é gratuita e seguirá todos os protocolos sanitários como o uso obrigatório de máscaras e disponibilidade de álcool em gel. Também haverá a tradicional Missa Afro, organizada pela Pastoral Afro-Brasileira de Rio Grande da Serra, às 16h, na Paróquia São Sebastião (Av. Francisco Morais Ramos, 40, Centro).

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações