Cinco Câmaras da Região suspendem sessões por causa do coronavírus

Santo André, São Bernardo ficarão um mês sem atividades, enquanto Diadema interrompe trabalhos até dia 30 e Ribeirão por tempo indeterminado

 

visual
Câmara de Santo André suspendeu sessões por 30 dias Foto: Divulgação

 

As Câmaras de Santo André, São Bernardo, Diadema, Mauá e de Ribeirão Pires decidiram nesta semana suspender as sessões com o objetivo de coibir a disseminação do novo coronavírus. Também foi levado em consideração o fato de boa parte dos vereadores terem mais de 60 anos. Essa faixa etária é mais vulnerável ao Covid-19.

Cada Câmara adotou um período para não realizar as sessões. No caso de Santo André, por exemplo, o Legislativo suspendeu as atividades legislativas por 30 dias.

A Câmara de Mauá também ficará um mês sem as votações, mas antes disso realizará duas sessões para apreciar projeto de aumento salarial para o funcionalismo.
Em Diadema, os vereadores optaram por suspender os trabalhos até 30 de março, quando será feita uma análise da situação da pandemia.

No caso de Ribeirão Pires, as sessões estão suspensas por tempo indeterminado salvo necessidade de votar projeto de lei da saúde e segurança pública. Nesse caso, será convocada sessão extraordinária. A Câmara ficará fechada e também foi cancelada a realização da prova do concurso programada para 5 de abril.

Em São Caetano e Rio Grande da Serra, por enquanto, as sessões estão mantidas.