Chuvas causam alagamentos no ABCD e Mauá é a mais castigada

Santo André também enfrentou vários problemas como falta de energia e ruas alagadas e circulação de trens foi afetada

 

Mauá enfrentou 26 pontos de alagamentos. Foto: Adriana Ribeiro Rosa

 

As chuvas que caíram nesta quarta-feira (08/01) no ABCD causaram alagamentos, falta energia e queda de muro. A cidade de Mauá foi a mais castigada na Região. Foram 26 pontos de alagamentos. além de uma ocorrência Rua Pau Brasil, 564, Jardim Ipê, onde houve queda de muro em residência, sem vítimas, com acompanhamento do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil.

Ainda em Mauá houve queda árvore na rua Princesa Isabel, na altura do nº 257, Vila Bocaina, em Mauá.

Em Santo André, no cruzamento da avenida Itamarati com a Praça Aracaré, na Vila Curuçá, houve falta de energia elétrica. Enel foi acionada para fazer os  reparos necessários pra voltar ao normal.

No município andreense houve pequenos alagamentos na Giovanni Batista Pirelli, na divisa com Mauá, mas a situação foi normalizada com circulação de veículos nos dois sentidos. No cruzamento entre a avenida Presidente Costa e Silva e a rua Oratório também teve alagamento.

A Prefeitura de São Bernardo informou que nenhuma ocorrência de maior gravidade foi registrada na cidade devido às chuvas da tarde desta quarta-feira (08/01). O único incidente foi registrado no córrego dos Limas, que devido ao volume da chuva, chegou a transbordar alguns centímetros. No momento, a situação já está normalizada.

 A circulação na Linha 10-Turquesa da CPTM foi interrompida  na tarde desta quarta-feira (8/1). Os trens não circularam entre as Estações Utinga e São Caetano por conta de alagamentos. A situação foi normalizada às 17h30.

A Prefeitura de Diadema informou que não foram registradas ocorrências.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*