Carreta do Estado fará mil exames gratuitos de ultrassom e mamografia em S.Bernardo

 Iniciativa, em parceria com o Governo do Estado, realizará exames gratuitos para prevenção do Câncer de Mama; atendimentos ocorrem até 22 de agosto, na Vila São Pedro

São Bernardo terá mil exames gratuitos de ultrassom e mamografia. Foto: Divulgação/PSBC-Gabriel Inamine

 

A Prefeitura de São Bernardo, em parceria com o Governo do Estado, iniciou nesta terça-feira (06/08), a realização de exames gratuitos de ultrassom e mamografia, como prevenção ao Câncer de Mama, por meio do programa Mulheres de Peito. A carreta foi instalada na Avenida Jardim, nº 17, na Vila São Pedro.

Pela segunda vez no município, o equipamento pretende ofertar mais de 1.000 diagnósticos para mulheres acima de 35 anos. Até 22 de agosto, serão distribuídas 50 senhas por dia para a realização dos exames durante a semana e 25 senhas a cada sábado. As mulheres entre 35 a 49 anos devem levar o cartão do SUS, RG, além do pedido médico. Para o público, acima dos 50 anos, não é necessário pedido médico – apenas o cartão do SUS e o RG.

O prefeito Orlando Morando e o secretário de Saúde,  Geraldo Reple, visitaram a carreta e reforçaram a importância da parceria com o Estado, na vinda do aparelho para São Bernardo, no mês de aniversário de 466 anos da cidade. “Agradeço ao governador João Doria, que entendeu a necessidade do município e disponibilizou o programa, que será um importante complemento aos mais de 2,5 mil exames, que realizamos todos os meses, nas nossas Policlínicas. O objetivo é zerar a fila desta demanda”, afirmou o chefe do Executivo.

Entre os dias 23 e 24 de agosto, as mulheres que tiverem apresentado alguma alteração na mamografia, serão convocadas para realização de exames complementares na própria carreta. “O câncer de mama ainda é uma das doenças que mais mata no mundo, portanto a sua prevenção é fundamental. As biopsias também serão feitas aqui e caso for constatado um diagnóstico, essas mulheres serão encaminhadas ao CAISM (Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher) para realizar tratamento médico. As mulheres receberão todo o suporte necessário”, enfatizou  Geraldo Reple.

A moradora Idália Ferreira, 52 anos, aproveitou o primeiro dia da ação para realizar seus exames de rotina. “Há dois anos fiz mastectomia e, a cada três meses, preciso fazer o acompanhamento. Fiquei surpresa com a rapidez e com o atendimento. Não conhecia o programa, mas adorei”, relatou.