17 de setembro de 2021

Câmara de Mauá rejeita pedido de impeachment de Marcelo Oliveira

Mais visitadas

Foram 21 votos contra e uma abstenção; o presidente da Casa não votou por comandar a Mesa Diretora

Câmara de Mauá rejeita pedido de impeachment de Marcelo Oliveira. Foto: Divulgação

Os vereadores de Mauá rejeitaram nesta terça-feira (14/09) o pedido de impeachment contra o prefeito Marcelo Oliveira (PT). A solicitação foi feita pelo vereador Sargento Simões (Podemos). Não houve nenhum voto a favor, sendo que 21 votos votam contra, houve uma abstenção e o presidente da Câmara, Nova Era, também não votou por estar no comando da Mesa Diretora.

Houve voto contrário até mesmo do suplente do vereador, Márcio Bertucci (Podemos), que foi empossado para votar no lugar de Simões porque a LOM (Lei Orgânica do Município) e Regimento Interno, determinam que quem faz a solicitação de impeachment não pode participar da sessão que vota o documento.

Sargento Simões foi para a tribuna e fez duras críticas ao governo. “O prefeito Marcelo Oliveira é o pior da historia de Mauá”, disse. Ele pediu o impeachment apontando crime de responsabilidade por supostas irregularidades na vacinação contra a Covid-19.

De acordo com o parlamentar, a Prefeitura tem priorizado as regiões centrais e deixado a periferia em segundo plano. Ele acusa ainda a Prefeitura de estocar vacinas. No documento, ele afirmou que até o dia 25 de agosto, havia recebido 481.888 doses de imunizantes e aplicado 396.795, deixando em estoque 85.093 frações.

Na Tribuna, chegou a cantar a música de Gabriel, o Pensador, para criticar o governo de Marcelo Oliveira.  O vereador falou versos da música Pátria Que Me Pariu,  comparando o País a uma prostituta que abandona filho sem pai. “Estou c… e andando. Não estou nem aí para quem acha que quero aparecer”, disse Simões ao receber críticas dos colegas que o acusaram de usar o pedido para se promover porque será candidato a deputado federal nas eleições do ano que vem. “Eu já sabia que não ia passar, mas acho que serve para esse governo omisso acordar”, completou.

Houve voto contrário até mesmo do suplente do vereador Simões, Márcio Bertucci. Foto: Divulgação

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações