Câmara de Diadema aprova parcelamento de dívida da Prefeitura com Ipred

 Matéria ainda depende de segunda discussão; votação em definitivo seria nesta quinta, mas Sindema pressionou vereadores e houve recuo

Servidores aprovaram nova assembelia para 28 de maio. Foto: Divulgação/Mauro Pedroso

A Câmara de Diadema aprovou nesta quinta-feira (25/05) em primeira discussão o parcelamento de dívida de R$ 108 milhões que a Prefeitura com o Ipred (Instituto da Previdência). A matéria também seria votada em definitivo em sessão extraordinária convocada para o fim da tarde, mas o Sindema (Sindicato dos Funcionários Públicos de Diadema) pressionou os vereadores que recuaram de votar em dois turnos, o que ajudaria o governo do prefeito Lauro Michel (PV).

O presidente do Sindema, Aparecido Neno, afirmou que é melhor deixar a votação para a semana que vem, pois a categoria ainda discute o tema com governo e também o índice de reajuste no salário. Uma nova rodada de negociação foi agendada para 28 de maio.

Paralisação

O Sindema organizou uma paralisação da categoria nesta quinta. De acordo com Neno, a maior adesão foi na educação e alguns alunos não tiveram aula. Os servidores foram até a Câmara para protestar e pressionar os agentes políticos. Os funcionários públicos também aprovaram uma nova assembleia para dia 29.

A Administração de Diadema informou que a adesão dos servidores à paralisação “foi pequena e não causou impacto nos serviços prestados aos munícipes”.