Bolsonaro passa por nova cirurgia de 5 horas, para correção de hérnia

Presidente já passou por outras três cirurgias, uma delas na Santa Casa de Juiz de Fora, no ano passado, logo após sofrer um golpe de faca na campanha

 

Bolsonaro Levou facada em Juiz de Fora (MG), em setembro doano passado, quando levou um golpe de faca durante campanha eleitoral. Foto: Reprodução

 

A cirurgia para retirada de uma hérnia incisional do presidente Jair Bolsonaro teve início neste domingo (08/09) às 7h35 e terminou às 12h40. A previsão inicial dos médicos era de três horas de cirurgia. O procedimento ocorreu no Hospital Vila Nova Star, na capital paulista.

De acordo com o médico Antonio Luiz de Vasconcellos Macedo, mesmo cirurgião que comandou as duas operações anteriores, realizadas no Hospital Albert Einstein em São Paulo. A intervenção deste domingo é mais simples.

Esse é o quarto procedimento. Anteriormente, o presidente passou por três cirurgias, uma delas na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, no dia 6 de setembro do ano passado, logo após sofrer uma facada durante um ato de campanha eleitoral na cidade mineira.

“A cirurgia transcorreu muito tranquila, não houve nenhuma sutura intestinal, não houve sangramento, a gente imagina que após a alta, se tivermos a alta em cinco dias, ele deve viajar em sete dias, mais tardar em 10 dias”, disse o cirurgião em entrevista coletiva no início da tarde de hoje no hospital Vila Nova Star, na capital paulista, onde ocorreu o procedimento.

Segundo o primeiro boletim médico divulgado neste domingo, após a cirurgia, Bolsonaro apresenta quadro clínico estável. A correção de hérnia incisional foi feita com a técnica de herniorrafia incisional com implantação de tela, e foi bem-sucedida.

Bolsonaro deve se licenciar do cargo por cinco dias, segundo informou o Palácio do Planalto. Ele deu entrada no hospital na noite deste sábado (07/09). A previsão é que o presidente retome o cargo ainda no hospital, mas somente após um período inicial de recuperação. Ao todo, ele deve permanecer internado por até dez dias.

O filho Carlos Bolsonaro, vereador carioca, passou a noite com o pai. Pouco antes das 7h, horário previsto para início da cirurgia, o outro filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), chegou ao hospital. O presidente também é acompanhado pela primeira-dama Michelle Bolsonaro. (Da Agência Brasil)

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*