Auricchio e Pio anunciam congelamento de salário de prefeito, vice e vereadores

 Legislação eleitoral obriga definição de vencimentos no exercício anterior ao próximo mandato

 

 

Auricchio e Pio anunciam congelamento de salário de prefeito, vice e vereadores. Foto: Divulgação/PSCS-Letícia Teixeira

 

O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), e o presidente da Câmara, Pio Mielo (MDB), anunciaram nesta segunda-feira (16/11) o congelamento dos salários do prefeito, vice e vereadores para o próximo mandato.

Auricchio diz ser consenso na classe política da cidade que não é momento de aumentar vencimentos. “Nem se cogita esse processo. Já adianto que vamos encaminhar para a Câmara o projeto fixa os subsídios para o próximo mandato sem nenhuma correção. Está tudo congelado”, afirmou.

Pio Mielo disse que há um acordo de lideranças na Casa sobre o congelamento. “Qualquer tipo de reajuste está totalmente descartado. Trata-se de uma momento de contingenciamento, de economia”, afirmou o chefe do Legislativo ao acrescentar essa decisão foi tomada em 2017, no primeiro ano o mandato.

O prefeito de São Caetano tem uma remuneração mensal de R$ 20 mil, enquanto os vereadores recebem R$ 10 mil.

Em São Bernardo, os vereadores aumentaram na última semana o salário para a próxima legislatura em 26% e ainda criaram o 13º salário. Esse ultimo benefício foi vetado pelo prefeito Orlando Morando (PSDB).