Auricchio diz que será rígido na fiscalização para aumentar isolamento social

Medida visa coibir o aumento no número de casos de coronavírus; cidade tem 528 casos confirmados e 22 óbitos

 

Aumento na fiscalização visa coibir o aumento no número de casos de coronavírus; cidade tem 505 casos confirmados e 22 óbitos  . Foto: Divulgação

 

O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior, disse nesta sexta-feira (08/05) à noite que aumentará a fiscalização para aumentar o isolamento social na cidade. O objetivo é evitar o crescimento no número de pacientes com coronavírus na cidade. A cidade tem hoje em 528 casos confirmados, além de 22 óbitos.

De acordo como chefe do Executivo, há quatro dias São Caetano não ultrapassa os 47% no índice de isolamento, conforme dados divulgados pelo Governo do Estado.

A intenção é aumentar o isolamento para 55% ou 60%. O índice ideal de acordo com o Estado é de 70%.

“Nossa média vem caindo dia a dia. Se precisar, adotaremos medidas drásticas. Teremos de diminuir a taxa de contagem. Precisamos ficar 14 dias sem ter novos casos, Duas semanas com a redução no número de casos contaminados”, concluiu ao defender a quarentena estendida até 31 de maio pelo governador João Doria.

Bloqueios
A Prefeitura de São Caetano, por intermédio da GCM (Guarda Civil Municipal) e a Semob (Secretaria de Mobilidade Urbana) tem realizado bloqueios nas entradas e saídas da cidade, por conta das restrições de saúde recomendadas pela Secretaria Estadual de Saúde. A medida acontece principalmente nos fins de semana e feriados.

A  GCM utiliza  cones, cavaletes adesivados, e viaturas com dois guardas cada, devidamente posicionadas em locais estratégicos, nos bairros Barcelona, Mauá (Base de Segurança), Fundação (Viaduto Independência) e Centro, Além disso, haverá bloqueio para circulação de veículos no quadrilátero que abrange as ruas Amazonas, Serafim Constantino, Manoel Coelho e Avenida Goiás (interdição das ruas Santa Catarina, João Pessoa, Pará, Rio Grande do Sul, Baraldi, Carlos de Campos, Niterói, Goitacazes e Avenida Conde Francisco Matarazzo); da Rua Visconde de Inhaúma (da Rua Ingá até a Rua Nelly Pellegrino), e da Rua Taipas (da Rua Oriente até a Rua Joana Angélica).