Atleta de S.Bernardo, Alex Poatan conquista cinturão do meio-pesado do Glory

Brasileiro faz história ao faturar seu segundo cinturão na maior organização de Kickboxing do mundo

 

Brasileiro Alex Poatan faz história ao faturar seu segundo cinturão na maior organização de Kickboxing do mundo. Foto: Divulgação/PSBC

Atleta de São Bernardo, Alex ‘Poatan’ Pereira mais uma vez consagrou seu nome na história do Kickboxing. Campeão absoluto dos médios (até 85kg) desde 2017, o brasileiro subiu para categoria meio-pesado (até 95), e nocauteou, no último sábado (28/9), o surinamês Donegi Abena, na edição GLORY 68, em Miami, faturando o cinturão interino da categoria. Com o feito, o atleta se tornou o primeiro lutador da organização a ostentar títulos em duas categorias de forma simultânea.

 

Na luta mais esperada da noite, o são-bernardense, que possui seis vitórias consecutivas, incluindo quatro defesas de título, não se intimidou e dominou o combate. Poatan investiu em uma sequência forte de socos e chutes altos.

 

No terceiro round, Poatan mudou seu ataque de chute para o corpo e após uma sequência de golpes ele acertou um devastador contra-gancho de esquerda que derrubou Abena e decretou a histórica vitória por nocaute. “Essa luta foi muito importante para mim. Eu queria deixar minha marca”, destacou Poatan.

 

Com esta vitória, Poatan esta credenciado para enfrentar o dono do cinturão do meio-pesado (até 95kg) o campeão Artem Vakhitov (Rússia), que se recupera de lesão na mão direita.

 

“Estou nesse esporte para fazer história em nome do Brasil, minha equipe e minha família. Essa luta (contra Vakhitov) está nos planos desde o ano passado e deve ser inevitável agora. Será mais um ‘teste de fogo’. Mas quero subir novamente no ringue o mais rápido possível. Tanto faz como (peso) médio ou meio-pesado”, disse o campeão.

 

ESTREIA – Irmã de Alex, Aline Pereira estreou no GLORY com vitória sobre a tailandesa Chomannee Sor Taehiran na categoria super-galo (até 55.3kg). A atleta tailandesa usou todo o seu conhecimento do Muay Thai para tentar vencer Aline. A são-bernardense não se deixou intimidar. Orientada pelo seu irmão e técnico, o campeão Alex Poatan Pereira, ela acertou a tailandesa com cruzados e diretos pontuais, que garantiram a vitória por decisão unânime dos árbitros.