Atila anuncia primeiros secretários e vai concluir composição até segunda

Ideia é revelar secretariado completo em entrevista coletiva no início da semana

 

Prefeito Atila disse que vai revelar secretariado completo em entrevista coletiva no início da semana. Foto: Divulgação/PMA-Caio Arruda

 

O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), retornou ao comando do Paço nesta terça-feira após um afastamento de meses e já iniciou a nomeação de secretários. Ele tinha sido cassado  pela Câmara em 18 de janeiro, mas o TJ (Tribunal de Justiça) reviu a decisão dos vereadores nesta segunda-feira (09/09).

A primeira portaria é de Marcos Eduardo Maluf, secretário de Administração. O segundo nome revelado é de Carlos Tomaz (Avante) que comandará a Secretaria de Relações Institucionais.

Atila afirmou que concluirá a composição do primeiro escalão até segunda-feira (16/09) quando novamente concederá uma entrevista coletiva à imprensa.

Ao ser indagado se os vereadores indicarão cargos comissionados, Atila desconversou e afirmou que as indicações serão técnicas.

Um dos principais articuladores políticos da cidade, o vereador Chiquinho do Zaíra, deve fazer indicações. Ele esteve na posse do prefeito e defende um período “de união e paz” na cidade. “O Chiquinho é um líder, uma referência, pacificador e que sempre busca o diálogo”, disse Atila.

O secretário de Governo deve ser o pai de Atila, o vereador Admir Jacomussi. A ideia é buscar a governabilidade na cidade, pois o parlamentar também tem fama na cidade de ser pacificador.

Sabesp

O prefeito Atila Jacomussi disse que uma negociação para passar o serviço da água para a Sabesp continua, mas ressaltou que quer uma tarifa social para os moradores de baixa renda, além de perdão da dívida e investimentos na cidade.

Fundação ABC

De acordo com Atila, nesta quarta-feira (11/09), haverá uma reunião com Luiz Mario, presidente da Fundação do ABC (FUABC), para tratar da possibilidade de um contrato emergencial. A entidade gerencia a saúde, mas o contrato acabou n meio do ano. A ideia é permanecer com a instituição até a conclusão de nova licitação. O objetivo é reduzir gastos com a nova contratada.

Segurança

O chefe do Executivo afirmou que também dará prioridade à questão da segurança. “O número de latrocínios aumentou muito, assim como outros crimes”, lamentou. Além de comprar novas viaturas para a GCM, também pretende realizar uma parceira com o Estado para que a Rota volte para as ruas de Mauá no combate ao crime.

 

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*