Após vandalismo, Santo André suspende aulas de duas creches e uma escola

 Instituições danificadas no fim de semana são Emeief Mariângela Ferreira Aranda Fuzetto, creche Angela Masiero e creche Maria Delphina de Carvalho Neves

vandalismo
Creches e escolas foram alvos de vandalismo no fim de semana e aulas estão suspensas. Foto: Divulgação/Redes Sociais

 

Três unidades unidades da rede municipal de ensino de Santo André foram alvo de vandalismo neste fim de semana: Emeief (Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental) Profa. Mariângela Ferreira Aranda Fuzetto e a creche Angela Masiero, localizadas na Vila Junqueira, além da creche Maria Delphina de Carvalho Neves, no bairro Sacadura Cabral.

As três unidades, somadas, são responsáveis pelo atendimento de cerca de 800 crianças.

A Prefeitura lamenta a ocorrência deste atos de vandalismo, que prejudicam não só o aprendizado das crianças, mas a comunidade como um todo. Entre os prejuízos provocados pelos vândalos estão arrombamento de janelas, portas, vidros, tintas espalhadas pelos espaços, materiais escolares jogados pelo chão, arquivos com documentação de crianças e funcionários danificados, cozinhas depredadas com furto de alimentos (leite em pó, achocolatado, bisnaguinha)”, informou nota oficial.

Por conta do ocorrido, as aulas foram suspensas nesta segunda-feira (18/02) e a equipe de manutenção da secretaria de Educação foi acionada. Foram realizados os reparos necessários para o retorno às aulas já nesta terça-feira (19/02) e as três unidades terão aula normal.

Na creche Maria Delphina de Carvalho Neves, no bairro Sacadura Cabral, foi levada fiação elétrica e cinco janelas. O boletim de Ocorrência foi registrado no 4º DP. No caso da creche Ângela Masiero, na Vila Junqueira, além de material escolar e de escritório espalhado pela unidade, foi quebrada a porta de entrada da unidade e um rádio foi levado. A unidade mais prejudicada, no entanto, foi a Emeief Mariangela Ferreira de Aranda Fuzetto, também na Vila Junqueira, que além de material escolar e de escritório jogado pelo chão, teve paredes pichadas, sete portas destruídas e dois vidros de janelas quebrados.

Acusados 

Três menores, com idades entre 11 e 14 anos, foram apreendidos na tarde desta segunda-feira (18/02) como sendo o autores de atos de vandalismo em duas unidades escolares de Santo André durante o fim de semana.

A GCM (Guarda Civil Municipal) foi quem fez a apreensão, no Jardim do Estádio, depois que a tia de um dos menores denunciou o grupo. O caso foi registrado no 6º Distrito Policial.