Após tumulto, projeto do Semasa é aprovado na Câmara de Santo André

 Sindserv argumenta ilegalidades e vai entrar na Justiça para barrar proposta que transfere o serviço de água e esgoto para a Sabesp

 

tumulto
GCM foi chamada para conter manifestantes na Câmara. Foto: Divulgação/Sindserv

O Legislativo Santo André aprovou  nesta terça-feira (11/06) projeto do prefeito Paulo Serra (PSDB) que autoriza a Prefeitura a transferir o serviço de água e esgoto para Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). Hoje o setor é de responsabilidade do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André). O governo vai sancionar a lei e, assim, trocar o serviço por uma dívida de R$ 3,4 bilhões que a cidade tem com a companhia.

O placar foi apertado, pois foram 11 votos a favor, sete contrários, sendo cinco vereadores do PT, além de Sargento Lobo (SD) e Zezão Mendes (PDT). Houve ainda a abstenção deEdilson Fumassa (PSDB) e duas ausências: a do professor Minhoca (PSDB) e de Tonho Lagoa (PMB).

O Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos) argumenta ter havido ilegalidades e vai entrar na Justiça. “São necessários 14 votos e foram somente 11, além disso, a Comissão de Justiça e Redação deu parecer contrário e, mesmo assim, foi colocado em plenário para votar”, afirmou Rodrigo Gomes, diretor do sindicato.

Vários servidores do Semasa e moradores foram protestar contra o projeto. Houve muito bate-boca e a GCM (Guarda Civil Municipal) teve de ser chamada. Alguns manifestantes chegaram a invadir o plenário para pressionar os parlamentares e a sessão foi suspensa.

 

tumulto
Funcionários do Semasa e moradores foram até a Câmara para protestar contra projeto do Ssemasa. Foto: Divulgação/Sindserv

 

Executivo

O prefeito comemorou a aprovação da matéria. “Demos mais um importante passo para solucionar, de uma vez por todas, os problemas de abastecimento de água na cidade. Com o aval dos vereadores, podemos iniciar as negociações para acabar com a dívida impagável do Semasa junto à Sabesp, acumulada por outras administrações. E o mais importante: vamos garantir água de qualidade para a nossa gente”, afirmou o prefeito Paulo Serra

 

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*