Após TJ destravar processo, impeachment de Atila volta à pauta da Câmara

Apreciação de pedido de cassação acontecerá em plenário na sessão desta terça-feira

 

Apreciação de pedido de cassação acontecerá em plenário na sessão da Câmara de Mauá desta terça-feira. Foto: Divulgação

 

Após o TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado) destravar o processo que envolve a tramitação do impeachment do prefeito Atila Jacomussi (PSB), a Câmara de Mauá retoma votação da cassação nesta terça-feira (04/08).

Em abril do ano passado, os vereadores cassaram o chefe do Executivo, mas a Justiça o reconduziu ao cargo ao avaliar que houve erros no processo. Diferentemente daquela época em que f placar foi 16 votos a favor, cinco contra, uma ausência e uma abstenção, atualmente o prefeito tem mais apoiadores no Legislativo.

“Estamos tranquilos e acreditamos na rejeição de mais este pedido, tendo em vista que entendemos não haver base legal e sustentável, além de pedidos anteriores, com a mesma finalidade, terem sido negados e rejeitados pela Câmara”, afirmou por meio de nota a assessoria do prefeito..

O processo de impeachment foi solicitado pelo PT e tramitava no Tribunal de Justiça  há mais de um ano. Somente agora houve a liberação do caso que envolve uma denúncia de suposto pagamento de mensalinho a 21 dos 23 vereadores, além de um suplente. Todos negam a acusação.