15 de junho de 2021

Após retorno de aulas presenciais, Sto.André registra 18 casos de covid em escolas

Mais visitadas

Sindserv acredita que há surto e defende aulas só em julho; Prefeitura diz que casos são pontuais e estão sendo monitorados

Sindserv acredita que há surto de Covid em escolas de Santo André e defende aulas só em julho. Foto: Divulgação

Desde o retorno presencial das atividades nas escolas de Santo André, foram confirmados 18 casos de Covid-19 em trabalhadores da educação, que no momento encontram-se afastados. “Duas escolas já foram fechadas após surto de covid. Acho que a gente poderia ter esperado o mês de julho para o início das aulas presenciais assim como fizeram as cidades de Mauá e Diadema para evitar o surgimento de mais casos e ter o controle maior da situação”, disse Rodrigo Gomes, diretor do Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos de Santo André).

A administração informou que inicialmente nem alunos, nem profissionais de educação são obrigados a comparecer às escolas, especialmente nas unidades escolares onde há qualquer tipo de suspeita de casos de Covid-19. “Importante destacar também que não há nenhum surto na rede municipal, mas sim casos pontuais que estão sendo monitorados”, informou o governo do prefeito Paulo Serra.

A Secretaria de Educação detectou os seguintes números de casos de Covid-19 nas unidades de ensino: Emeief Chico Mendes (2 casos), Emeief Homero Thon (1), Emeief Silvia Orthof (1), Emeief Cidade Takasaki (1), Emeief Carolina Maria de Jesus (1), Emeief Professora Mariângela Ferreira Aranda Fuzetto (2), Emeief Augusto Boal (1), Emeief Dom Jorge Marcos de Oliveira (2) e Emeief Janusz Korczak (1 caso suspeito).

Dentre as escolas citadas acima, as Emeiefs Silvia Orthof, Professora Mariângela Ferreira Aranda Fuzetto, Augusto Boal e Dom Jorge Marcos de Oliveira, suspenderam o atendimento presencial momentaneamente. A Emeief Chico Mendes permanece sem aulas presencias por motivo de reformas, porém, os funcionários contaminados com o coronavírus foram afastados. A Emeief Homero Thon suspendeu as aulas presencias somente de uma turma.

O protocolo adotado pela Secretaria de Educação é que, em casos de suspeita de Covid-19 em qualquer funcionário ou aluno, a Unidade de Saúde mais próxima seja notificada para que a situação seja analisada pontualmente, especialmente em relação aos contactantes com o suspeito.

“As atividades escolares continuam com o planejamento de retorno presencial de maneira gradativa, adotando procedimentos seguros e de distanciamento social. A Secretaria de Educação segue monitorando o cenário da Covid-19 em Santo André, trabalhando de forma conjunta com a Secretaria de Saúde”, finalizou  nota da Prefeitura.

Santo André retomou aulas presenciais na rede pública em 24 de maio. Foto: Divulgação/PSA-Alex Cavanha

Vacinação

A Prefeitura de Santo André começa a vacinar contra a Covid-19 neste fim de semana profissionais da educação básica da rede privada, estadual e conveniada. É necessário fazer agendamento no site psa.santoandre.br/vacinacovid, que indicará data, local e horário disponíveis.

No local de vacinação, os profissionais da educação básica devem apresentar documento que comprove o vínculo ativo com a instituição de ensino, como holerite atualizado ou declaração emitida pela escola.

Para esclarecer dúvidas e obter outras informações sobre o cadastramento, além do portal da Prefeitura de Santo André, há o telefone 0800-4848004.

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações