Após contas de luz abusivas, deputados do ABCD convocam Enel a dar explicação

Thiago Auricchio pede convocação da ENEL na Comissão de Defesa do Consumidor, enquanto Coronel Nishikawa solicita esclarecimentos sobre  medição de energia

 

Thiago Auricchio pede convocação da ENEL na Comissão de Defesa do Consumidor, enquanto Coronel Nishikawa solicita esclarecimentos sobre  medição de energia. Fotos: Divulgação

 

Após muitas reclamações de moradores do ABCD sobre a ENEL, o deputado estadual Thiago Auricchio (PL) solicitou a convocação virtual do presidente da concessionária na Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor. Dessa vez, a queixa da população é referente aos valores cobrados nas contas de luz nos últimos três meses.

“Recebemos diversos relatos sobre o aumento do valor das contas. Em muitos casos os valores duplicaram, em outros chegaram até a triplicar, o que causou enorme preocupação dos moradores devido ao momento que vivemos. Precisamos entender o que aconteceu, se é uma falha pontual de leitura ou uma nova forma de cobrança. A concessionária precisa explicar o que está acontecendo”, explica o deputado estadual que é vice-presidente da comissão.

No pedido de convocação, Thiago Auricchio ainda pede que a ENEL esclareça a falha em seu portal eletrônico que expos os dados pessoais e as contas de energia de consumidores em 24 cidades da Região Metropolitana e sobre as frequentes quedas no fornecimento de energia em São Caetano do Sul. Em virtude da pandemia, as atividades das comissões permanentes da Assembleia Legislativa de São Paulo têm sido feitas de forma virtual.

“É triste constatar mais uma vez o desrespeito da concessionária com o morador do Grande ABC. Se anteriormente, antes da pandemia, os problemas já eram graves durante só pioraram. Vamos cobrar uma solução para essas falhas, a população não pode ser lesada continuamente. Isso não pode se tornar hábito comum. O cidadão merece um serviço que esteja a sua altura”, conclui Thiago Auricchio.

Esclarecimentos

O Deputado Coronel Nishikawa (PSL) também critica a Enel e protocolou um requerimento para que seja convidado para a Comissão de Infraestrutura um representante da ENEL a fim de  prestar esclarecimentos quanto ao método de leitura dos relógios medidores de energia do ABCD durante a pandemia da Covid-19.

No ofício, o deputado Coronel Nishikawa argumenta que “a medida visa proteger e esclarecer os consumidores, que têm relatado cobranças muito acima das médias de seus últimos meses”.

Apesar da informação da ENEL de que os funcionários de leitura serem afastados por segurança diante da epidemia do novo coronavírus, os consumidores teriam que fazer a auto leitura e informar a concessionária, caso contrário seria feito um cálculo automático considerando as últimas 12 contas emitidas.

Entretanto, de acordo com muitos consumidores  muitos imóveis não estão sendo utilizados, e mesmo assim, as contas estão vindo muito altas.

Nishikawa destaca que tem informação de que em outras cidades as contas de energia elétrica também estão muito acima da média anterior.

Além dos deputados, a Câmara de São Bernardo instaurou CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar os fatos e o Procon de Santo André também exige explicações da Enel por meio de documento enviado esta semana.